Mato Grosso vai cumprir nova etapa contra a febre aftosa

Publicado em 27/10/2010 07:58
252 exibições
Todo o rebanho de bois e búfalos do Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe será vacinado contra a febre aftosa de 1º a 30 de novembro. Mato Grosso, dono do maior rebanho de bovinos do Brasil, com 27 milhões de cabeças, a etapa de novembro é a terceira em execução e vai abranger animais de todas as idades. Em todo país o plantel soma mais de 203 milhões de bovinos e pouco mais de 1 milhão de búfalos.

O coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Controle da Febre Aftosa do Ministério da Agricultura, Plínio Lopes, lembra que a vacinação é essencial para manter o país livre da doença. A estratégia de campanha adotada pelo Ministério da Agricultura está muito bem articulada e os produtores devem cumprir o calendário e comunicar a vacinação ao serviço veterinário oficial do estado para que a defesa agropecuária tenha pleno controle das ações, explica.

Por ser uma área de difícil acesso, os produtores do Pantanal mato-grossense têm também até 15 de dezembro para concluir a vacinação.

O Brasil não registra casos de febre aftosa há quase cinco anos. Atualmente, 14 estados Acre, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Tocantins e o Distrito Federal são reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como áreas livres da doença com vacinação. O centro-sul do Pará (46 municípios) e as cidades de Boca do Acre e Guajará, no Amazonas, também compõem esse grupo. O rebanho de Santa Catarina é o único que não precisa mais ser vacinado, por ser reconhecido internacionalmente como livre de febre aftosa sem vacinação.
Tags:
Fonte: Diário de Cuiabá

Nenhum comentário