Carne de gado do MS vai para o varejo

Publicado em 29/10/2010 08:05
358 exibições
A carne do rebanho de 1.599 bovinos alimentado irregularmente com ração com ingredientes de origem animal será destinada ao consumo interno brasileiro. A produção não poderá ser exportada porque o mercado internacional exige certificação de carne livre de resíduos. Apesar disso, o coordenador geral de Combate de Doenças do Ministério da Agricultura, Guilherme Marques, garante que a carne não apresenta risco algum. O abate dos animais da propriedade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul (MS), começou ontem no frigorífico JBS, em Campo Grande, e deverá ser concluído em cinco dias. Parte do rebanho também foi levada para a planta da mesma empresa em Andradina (SP).

O procedimento está previsto na instrução normativa 08/2004, cujo texto proíbe a alimentação do gado com proteína e gordura animal em todo o território nacional como forma de evitar o mal da vaca louca. Marques explica que os abates acontecem sob fiscalização do serviço de inspeção e que materiais como cérebro, medula óssea, olhos e parte do sistema digestivo serão incineradas pelo frigorífico. "Essa é uma medida de precaução", pontua.
Tags:
Fonte: Correio do Estado

Nenhum comentário