Aftosa: Término da primeira etapa da vacinação no MT pode ser prorrogado para dia 15 de dezembro

Publicado em 22/11/2010 10:56 314 exibições
O término da última etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, programada para 30 de novembro, pode ser prorrogado para 15 de dezembro. De acordo com o diretor de relações institucionais da Federação da Agricultura Pecuária de Mato Grosso (Famato), Rogério Romanini, que protocolou um documento junto ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea/MT), o objetivo é atender uma solicitação dos produtores rurais que nos últimos dias têm entrado em contato com a entidade, alegando dificuldades com a vacinação.

Segundo a Famato, são vários os fatores que justificam a prorrogação. Entre eles que os animais foram muito castigados pelo longo período de seca em Mato Grosso e, mesmo com o início do período de chuvas, os pastos não tiveram tempo suficiente para se recompor, retardando a recuperação do animais. Conforme a entidade, se por um lado as águas ajudam no crescimento de massa verde da pastagem, por outro, torna o manejo de cerca de 28 milhões de cabeças ainda mais difícil, acarretando estresse nos animais. O médico veterinário da Coordenadoria de Pecuária da Famato, Carlos Augusto Zanata, explica que só o fato de deslocar o rebanho com caminhadas dos pastos aos currais e mantê-los presos por um longo período para a vacinação, pode implicar em prejuízos.

O presidente do Indea-MT, Valney Sousa Corrêa, explica que já foi encaminhado um parecer à Superintendência do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), com sede em Cuiabá, para que seja avaliada a solicitação. "A decisão de uma eventual prorrogação não é do Estado. O Indea coordena a campanha de vacinação de forma responsável, respeitando todas as normas pré-estabelecidas em cumprimento de uma Lei Federal". Corrêa diz ainda, que assim que o Mapa der uma posição quanto à prorrogação do prazo o Indea irá divulgar.

A última etapa da campanha de vacinação começou em 1º de novembro e vai até o dia 30 deste mês. O prazo para os pecuaristas comunicarem a vacinação às 138 Unidades Locais de Execução do Indea instaladas em todo o Estado é até 10 de dezembro, sendo que para aqueles da região de fronteira e no Pantanal vai até o dia 17. A Famato defende ainda que a comunicação ao Indea após a vacinação possa ser prolongada até 31 de dezembro.

Na última fase é obrigatória a vacinação dos animais de todas as idades, sendo que na etapa de maio foram vacinados 11.557.116 do rebanho de bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses de idade, e 99,69% de animais foram vacinados.

Tags:
Fonte:
Gazeta Digital

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário