Mesmo com estiagem, criação de gado no RS deve ter valorização em feiras

Publicado em 07/03/2011 10:22 862 exibições
Alta procura deve gerar ganho pelo menos 20% maior para criadores.
Mesmo mais magros, em decorrência da seca, os terneiros que deverão participar das feiras de outono devem estar pelo menos 20% mais valorizados, conforme especialistas do setor. O quilo, que no ano passado estava em R$ 3, deve ficar em torno dos R$ 3,60 na temporada. Quem conseguiu, mesmo com as pastagens amareladas, engordar seus terneiros com suplementos, deve ter um ganho ainda maior.

O proprietário da Cabanha Pietro Surreaux, Jarbas Pereira, de Uruguaiana, por exemplo, dividiu sua terneirada em duas partes, uma de potenciais touros de argola e outra de terneiros comuns, que devem ser levados para venda em feiras de outono. Para os últimos, a palha de arroz foi usada como suplemento, o que vai garantir exemplares com cerca de 180 quilos, peso acima do mínimo exigido pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) do Rio Grande do Sul.

Como a suplementação não é usada pela maioria dos produtores, a Seapa deve lançar mão de uma medida já utilizada em períodos de estiagem. Nos próximos dias, deve autorizar que animais com peso abaixo do exigido participem das feiras de outono, um pedido de sindicatos rurais das regiões da Campanha e fronteira gaúcha.
Tags:
Fonte:
Zero Hora

0 comentário