Cheia do Pantanal complica a vida dos criadores de gado em MS

Publicado em 23/03/2011 09:03 562 exibições
Em muitos trechos, a água levou pontes e deixou estradas interditadas. O caos é resultado de uma das cheias mais devastadoras da história.
Em Mato Grosso do Sul, apesar da chuva ter perdido força, a cheia do Pantanal ainda complica a vida dos criadores de gado. No noroeste do estado, estradas estão interditadas e animais morreram.

Dezenas de fazendas do Pantanal da Nhecolândia estão isoladas. A água tomou conta também da Estrada Parque, que dá acesso ao Porto da Manga. É por meio de um corredor que turistas e produtores rurais chegam a uma das principais regiões pantaneiras. Agora, mais da metade da via está interditada.

“O Porto onde atracava as balsas, também em ambas as margens, não tem mais condições de ser reconstruído. Nós interditamos a travessia de balsa. Ninguém esperava esse volume de água. Nas pousadas, os pecuaristas e criadores estão em condição de ilha mesmo. Não tem como chegar, só de lancha ou avião”, disse Luiz Anache, diretor executivo da Agesul, Corumbá.

Às margens da estrada, não é mais possível ver os campos. Os caminhos de acesso às fazendas sumiram. Algumas sedes já foram até abandonadas pelos proprietários.

Em muitos trechos, a água passou por cima da cerca e não é possível diferenciar onde ficam o rio, as baias e a estrada. Mais de 70 dos quase 130 quilômetros da Estrada Parque estão interditados por causa dessa situação. Em alguns locais, a força da água levou as pontes e os produtores da região estão preocupados.

Por todo o caminho, carcaças de animais que não resistiram ao excesso de esforço para tentar fugir dos campos alagados e à falta de alimento. É o resultado de uma das cheias mais devastadoras dos últimos tempos.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário