Boi Gordo: No mercado físico, as fracas vendas de carne fazem aumentar a pressão nos preços

Publicado em 01/06/2011 10:34 580 exibições

Com a deterioração das expectativas em relação ao mercado físico, o pregão foi de queda, com todos os contartos fechando com forte queda, com destaque para Jun11 e Jul11 que caíram R$ 1,68 e R$ 1,75 respectivamente. Foram negociados 4.965 contratos, sendo 4.055 no out11, com 39,25% de day trade e liquidação de 4.129 posiçòes, pela liquidação de 5.137posiçòes do contarto de maio pela média do Indice Esalq a R$ 98,86. No mercado físico as fracas vendas de carne fazem aumentar a pressão nos preços do boi gordo e memso com a oferta ajustada, alguns recuos têm ocorrido. No mercado físico, a mínima a vista recuou 1 real a R$ 96,99 (R$ 94,75 L), com a mínima a prazo estável em R$ 99,28 (R$ 97,00 L). As máximas a vista e a prazo ficaram estáveis e praticamente iguais em R$ 100,24 (R$ 97,93 L) e R$ 100,31 (R$ 98,00 L).
O Indice Esalq a vista recuou R$ 0,16 a R$ 98,61 e o a prazo recuou R$ 0,53 a R$ 99,43, com 35 dias de prazo de pagamento. No atacado o traseiro ficou estável em R$ 7,24/kg, o dianteiro teve forte alta de 2,42% a R$ 5,07/kg e a P.A. recuou 0,26% a R$ 4,78/kg. O Boi equivalente subiu 0,73% a R$ 91,04/@.

Clique nos links abaixo e confira as análises na íntegra:

Informativo

Atacado

Preços

Tags:
Fonte:
CSHG

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário