Embargo russo tem conotação política, diz trader

Publicado em 03/06/2011 10:51 576 exibições

Nas palavras do Secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, médico veterinário Francisco Sérgio Ferreira Jardim, a suposta presença de bactérias e parasitas na carne brasileira exportada - uma das alegações apresentadas pelas autoridades russas para embargar parte das empresas brasileiras exportadoras de carnes - é afirmação “completamente destituída de fundamentos científicos”. Isso, aliás, “reforça a sensação de que existem outras motivações para a decisão russa, além das questões técnicas alegadas”.
Na mesma linha de raciocínio e indo mais além, um trader do setor que prefere permanecer no anonimato diz que a medida é puramente política e pode, até, “ter o dedo dos EUA”. A propósito relembra:
“No dia 26 de maio passado, uma quinta-feira, o presidente Barack Obama declarou com todas as letras [durante reunião do G8, na França], que o acesso da Rússia à Organização Mundial do Comércio será bom para a economia russa, para a economia americana e para a própria economia mundial, deixando claro que irá atuar pela mais imediata admissão daquele país à OMC. Não é sintomático que exatamente uma semana depois, também numa quinta-feira, a Rússia adote medida que, sem dúvida, beneficia apenas seu principal e mais tradicional fornecedor de carnes, os EUA?”

 

Tags:
Fonte:
Avisite

0 comentário