Argentina entra em 'alerta sanitário' contra febre aftosa

Publicado em 21/09/2011 17:41 471 exibições
A Argentina declarou nesta quarta-feira (21) "estado de alerta sanitário" em todo o país para prevenir a febre aftosa, após o surgimento de um foco da doença no Paraguai.

A medida foi tomada pelo Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) dois dias após o país vizinho detectar um foco da febre no departamento de San Pedro.

Dessa forma, fica suspensa, de forma preventiva, a entrada de qualquer mercadoria paraguaia que possa veicular o vírus, seja em forma de importação ou de trânsito para terceiros países.

O organismo reforçou que irá "adotar e fortalecer todos os mecanismos e medidas existentes a fim de prevenir o ingresso ao país da febre aftosa".

A resolução, publicada no Boletim Oficial, assinalou que "devem ser adotadas nas zonas fronteiriças de nosso país as medidas de controle e prevenção necessárias para evitar a entrada, por qualquer meio, de doenças vesiculares exóticas ou de alto risco".

O Paraguai detectou a doença em 13 animais da fazenda Santa Helena, a 350 quilômetros de Assunção, e já mandou suspender as exportações de carne e sacrificar mil cabeças de gado.

Atualmente o país está na lista dos dez maiores exportadores de carne no mundo. Seus principais mercados são o Chile e a Rússia.

O governo chileno assinalou nessa terça-feira que poderia haver um aumento do preço da carne bovina no país ampliar o mercado interno para os produtores nacionais. Atualmente, 30% da carne consumida no Chile tem como origem o Paraguai.

O Paraguai registrou pela primeira vez um foco da doença em 2005, mas, após um trabalho de vacinação e controle, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) devolveu ao país o status de "livre da aftosa".

Tags:
Fonte:
ANSA

0 comentário