Café: Produção pode alcançar 52,27 milhões de sacas

Publicado em 10/01/2012 09:46 e atualizado em 10/01/2012 17:02 951 exibições
A produção nacional de café da safra 2012 está estimada entre 48,97 e 52,27 milhões de sacas beneficiadas. Este é o primeiro levantamento realizado pela Conab e divulgado hoje (10), em Brasília.

O resultado representa um crescimento situado entre 12,6 e 20,2 %, quando comparado com a safra anterior, que foi de 43,48 milhões de sacas de 60 kg. O aumento se deve, principalmente, ao ano de alta bienalidade e o investimento na lavoura pelo produtor. Se confirmada será a maior safra produzida no país, superando o recorde anterior de 48,48 milhões de sacas, do período 2002/2003. Em relação à safra 2009, último ano de ciclo positivo, a nova safra é 5,22% superior.

A espécie arábica, com a produção estimada entre 36,41 e 39,02 milhões de sacas, representa em média 74,5% da produção nacional, e tem Minas Gerais o maior produtor, com um volume de produção previsto entre 25,25 e 26,82 milhões de sacas.

A produção da espécie conilon, estimada entre 12,56 e 13,25 milhões de sacas, média de 25,5% da produção cafeeira do País, tendo o Estado do Espírito Santo o maior produtor, com a produção estimada entre 8,97 e 9,53 milhões de sacas.

Os dados referem-se à pesquisa realizada no período de 8 de novembro a 17 de dezembro, quando foram visitados os municípios dos principais estados produtores (MG, ES, SP, BA, PR e RO), que representam 98% da produção nacional.


Minas Gerais deverá ter em 2012 a maior produção de café da história

Números também indicam safra recorde de grãos

BELO HORIZONTE (10/01/2012) - Minas Gerais deverá ter uma produção recorde de café e grãos em 2012.  É o que indicam as previsões de safra divulgadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta terça-feira (10). No caso do café, a produção mineira deverá ficar entre 25,5 milhões e 27,1 milhões de sacas (60 kg). Os números superam os recordes de 2002 e 2010, quando o Estado produziu 25,1 milhões de sacas.

Em relação a 2011, a produção de café em Minas Gerais deverá crescer entre 15,2% e 22,3%. “A expectativa de uma safra recorde é o resultado da melhoria dos tratos culturais nas lavouras e da bienalidade da cultura, que alterna um ano de safra alta e outro de safra baixa”, explica o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento.

Segundo o secretário, o bom momento vivido pelo setor cafeeiro, com preços elevados nos mercados interno e internacional, justifica o investimento na produção.  O crescimento de Minas supera a média nacional, que numa previsão mais otimista terá um aumento da safra de 20,2%. A pesquisa também mostra que, neste ano, Minas será responsável por 52% da safra brasileira. Os números da Conab se referem aos dados coletados entre 8 de novembro e 17 de dezembro.

Grãos

A Conab também estima que a safra mineira de grãos será recorde, com um crescimento de 2,4% em relação a 2011, até então o melhor ano de produção mineira. Para 2012, a expectativa é de uma colheita de 10,9 milhões de toneladas, segundo o levantamento realizado entre 15 e 21 de dezembro.

“Ainda é cedo para informar se as chuvas de janeiro irão interferir nesta estimativa de produção. Até agora não houve perdas significativas nas principais regiões produtoras de grãos no Estado”, explica o superintendente de Política e Economia da Secretaria de Agricultura, João Ricardo Albanez.

A produção de milho é o carro-chefe da safra mineira. A colheita deve atingir 6,8 milhões de toneladas, 4,7% a mais que em 2011. Já a produção de soja deverá ser de 2,9 milhões de toneladas, praticamente a mesma quantidade que no ano passado. Já a produção de feijão deverá ter uma redução de 2,1%. Segundo a Conab a produção deste grão em Minas Gerais dever ser de 589,5 mil toneladas.

 

Números de Minas Gerais – safra 2012

Café: 25,5 milhões a 27,1 milhões de sacas (alta de 15,2% a 22,3%)

Grãos: 10,9 milhões de toneladas (alta de 2,4%)

Tags:
Fonte:
Conab/Secr. Agr. MG

1 comentário

  • JOÃO CARLOS DUARTE FERREIRA Marília - SP

    Acho muito interessante esta matéria com esta altissima projeção que a Conab faz

    em relação à safra de 2012. Acho que está cometendo um grande engano, pois a

    maioria das lavouras brasileiras tiveram um grande sofrimento com a sêca de 2011,

    e isso comprometeu em muito a safra de 2012 . Acredito sim que vamos ter uma safra boa e noticias como esta podem comprometer nosso preço.

    0