Publicidade

Volume de café exportado cresce 8% nos dois primeiros meses de 2013 em relação ao mesmo período do ano passado, diz Cecafé

Publicado em 07/03/2013 17:19 e atualizado em 07/03/2013 17:56 551 exibições
As exportações brasileiras de café apresentaram um crescimento de 8% no volume de sacas embarcadas no acumulado dos meses de janeiro e fevereiro (4.713.047 sacas) em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 4.363.413 sacas. Já a receita registrou uma queda de 19,6% na mesma base comparativa, fechando em US$ 933,434 milhões. As informações são do Balanço das Exportações divulgado hoje pelo CeCafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil).
 
Guilherme Braga, diretor-geral da entidade, comenta que “este é um volume considerado bom, tendo em vista situação de instabilidade do mercado, na qual a tendência dos compradores e dos vendedores é ficar em uma posição de expectativa e adiar as transações à espera das melhores condições de negociação”. 
 
Em relação ao ano-safra, foram comercializadas 20.393.571 sacas de café entre julho de 2012 e fevereiro de 2013, quantidade 5,2% inferior à registrada no mesmo período da safra anterior. A receita apontada foi de US$ 4,178 bilhões.
 
Considerando a qualidade do café, o levantamento mostra que a variedade arábica respondeu por 88,3% das vendas do país nos dois primeiros meses do ano, o solúvel por 10,2% e o robusta, por 1,5% das exportações. Os cafés diferenciados (arábica e conillon) tiveram participação de 15,9% nas exportações em termos de volume e de 20,7% na receita cambial.

O relatório aponta ainda que, entre os mercados importadores a Europa foi responsável pela importação de 52% do total embarcado do produto brasileiro nos meses de janeiro e fevereiro de 2013, enquanto a Ásia respondeu pela compra de 22% do total de sacas exportadas, a América do Norte por 21% e a América do Sul por 1%.
 
Segundo o Balanço das Exportações, a lista de países importadores no primeiro bimestre de 2013 segue liderada pelos Estados Unidos, que adquiriram 909.959 sacas (19% do total exportado), seguido pela Alemanha, com 893.909 (19% do total). A participação do Japão manteve a terceira colocação, importando 529.507 sacas do produto brasileiro (11%). No quarto continua a Itália, com 442.891 sacas (10% do total).

Os embarques de café no segundo mês deste ano foram realizados em grande parte pelo porto de Santos, por onde foram escoados 81,6% do produto exportado (3.846.166 sacas), pelo portos do Rio de Janeiro, que embarcou 14,2% do total (667.955 sacas), e pelo porto de Vitória, de onde saíram 1% do total (48.229 sacas).
Tags:
Fonte:
AI Cecafé

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário