Ag. Brasil (Governo) relata o adiamento do novo preço mínimo do café

Publicado em 02/05/2013 18:46 e atualizado em 02/05/2013 19:51 636 exibições
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento vai aguardar comunicado do Conselho Monetário Nacional (CMN) para anunciar o novo preço mínimo do café. A explicação foi dada pela assessoria de comunicação do ministério, após cancelamento da coletiva de imprensa hoje (2) na qual o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, anunciaria o reajuste. O CMN passou a segunda e a terça-feiras reunido e divulgou outras resoluções, mas o Ministério da Fazenda não confirmou o voto do preço mínimo.

O setor cafeeiro atravessa uma crise, com queda de 28,97% no preço médio da saca nos três primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2012. Atualmente, o preço mínimo da saca de café arábica está em R$ 261,69 e o da saca de café robusta, em R$ 156,57. Os produtores reivindicam que o arábica suba para R$ 340 e que o robusta fique em R$ 180. 

Após a elevação do preço mínimo, são aguardadas políticas de subvenção e de crédito para o café. Os cafeicultores esperam a intervenção para segurar os estoques e elevar os preços.
Tags:
Fonte:
Agência Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Subvenção no crédito é inútil. O que resolve é preço, por uma razão muito simples. Baixo nivel de corrupção e o beneficio atinge a todos, aptos ou não, livres ou não do SERASA etc... mas a incomPTência não deixa. É um pensamento socialista repartir os prejuizos, que é o que acontece na subvenção ao crédito.

    0