Produtores de café de MG preparam a lavoura para a próxima safra

Publicado em 27/08/2013 10:02
623 exibições

Por onde as colheitadeiras e as mãos dos apanhadores passam, as marcas são visíveis. As folhas ficam danificadas, os galhos quebrados e até arrancados. Para o agrônomo Adriano Rezende isso representa perigo para a planta. “Esses ferimentos favorecem a entrada de fungos e bactérias”, diz. Na propriedade de José Ribeiro, em Varginha, sul de Minas Gerais, a colheita está quase no fim, mas ele está preocupado. Metade da lavoura de 100 hectares apresenta doenças causadas por fungos e bactérias.

Leia a notícia na íntegra no site do Globo Rural

Tags:
Fonte: Globo Rural

Nenhum comentário