Café: Físico brasileiro de arábica tem baixa liquidez e preços cedem

Publicado em 12/09/2013 10:07
502 exibições

Na atual temporada, a disponibilidade de café de maior qualidade está limitada, visto que houve seca no início do ano em parte das regiões e chuvas durante a colheita. Assim, no geral, boa parte dos produtores e cooperativas que optar por participar do leilão da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), programado para amanhã, deve preparar o café, por meio de maquinação, para conseguir entregá-lo. Segundo pesquisadores do Cepea, o impacto dos leilões de opções de venda no mercado físico, ainda é incerto. Caso os leilões previstos envolvam três milhões de sacas de café arábica de alta qualidade, produtores que aderirem podem se retrair, aguardando preços acima dos R$ 343,00/saca negociar no físico. Em relação às negociações do arábica no mercado brasileiro, estas seguem lentas e os preços, em queda. O principal fator que limitou o avanço foi a forte valorização do Real frente ao dólar nos últimos dias. Nessa quarta-feira, 11, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 281,77/saca de 60 kg, baixa de 1,14% em relação à quarta anterior, 4.

Tags:
Fonte: Cepea

Nenhum comentário