Produtores de café que rezaram por chuva agora temem dilúvio no Brasil

Publicado em 25/04/2014 08:16 764 exibições

A seca no Brasil tornou o café arábica a commodity de melhor desempenho neste ano. Agora, os produtores enfrentam fortes chuvas que uma vez mais ameaçam as lavouras.

O inédito período de três meses quase sem umidade prejudicou as perspectivas para a colheita do maior produtor mundial, sinalizando a primeira escassez global em cinco anos, segundo a corretora Marex Spectron. Considerando que os produtores colhem a maior parte do café entre maio e julho, a Somar Meteorologia prevê que o fenômeno El Niño provocará chuvas suficientes para causar mais danos.

Leia a íntegra no Brasil Econômico

Tags:
Fonte:
Brasil Econômico

0 comentário