Café volta a recuar em NY nesta 4ª feira, mas com baixas menos intensas

Publicado em 18/06/2014 07:56 339 exibições

Os futuros do café arábica negociados na Bolsa de Nova Iorque registram ligeira queda na manhã desta quarta-feira (18). O mercado dá continuidade ao recuo da sessão anterior, e ainda se mantém abaixo do patamar de US$ 1,70 por libra-peso no vencimento julho. 

O contrato setembro/14, por volta das 7h50 (horário de Brasília), trabalhava com baixa de 25 pontos, cotado a 171,70 centavos de dólar por libra-peso, enquanto o dezembro valia 175,30 cents, recuando 20 pontos. 

Para Marcus Magalhães, diretor executivo da Maros Corretora, a semana deverá ser de um mercado lento, já que o Brasil tem o feriado de Corpus Christi nesta quinta-feira (19) e está em plena Copa do Mundo. 

Além disso, a volatilidade ainda é mantida frente às incertezas que seguem rondando a safra brasileira e qual será seu real tamanho. Paralelamente, faltam notícias sobre o clima no país, o que também favorece a falta de direcionamento das cotações. 

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

Café: Arábica volta a fechar em queda após perder patamar de US$ 1,70

Por Fernanda Bellei

O café arábica teve mais um dia negativa na Bolsa de Nova Iorque (Ice Futures US) nesta terça-feira (17). Os contratos para entrega mais próxima perderam mais de 370 pontos depois que as cotações perderam o suporte dos US$ 1,70 que o mercado vinha tentando manter, acionando as vendas automáticas. 

O vencimento julho perdeu 390 pontos e encerrou em 169,05 centavos de dólar por libra-peso. Já os outros contratos se mantiveram acima dos US$ 1,70. Setembro fechou em 171,95 cents / libra-peso, depois de recuar 385 pontos. O vencimento março/2015 fechou em 178,70 cents / libra-peso, com recuo de 370 pontos. 

Mercado lento
De acordo com Marcus Magalhães, diretor executivo da Maros Corretora, o mercado deve ficar lento esta semana, devido ao jogo do Brasil e ao feriado. “A semana será complicada, já que estamos em plena Copa do Mundo com jogo do Brasil e feriado na quinta-feira”.

O mercado também continua volátil diante das incertezas sobre o tamanho da safra brasileira e a falta de notícias sobre o clima, como previsões de fortes chuvas ou geadas, que poderiam ameaçar ainda a produção brasileira e causar novas altas nos preços. 

Rendimento baixo   
Cafeiultores de diversas regiões produtores do país, principalmente no sudoeste de Minas Gerais e municípios de Guapé, Piuhi e Campos Gerais, relatam um rendimento ruim de seu café, que ficou chocho e pequeno devido às secas nos três primeiros meses do ano. Na região de atuação da Cooparaíso, produtores estão precisando de 750 até 1.100 litros de café cereja para encher uma saca de 60 kg, de acordo com o engenheiro agrônomo Marcelo de Moura Almeida. 

O café tipo 6, bebida dura, também registrou quedas no mercado físico nesta terça-feira. Em Espírito Santo do Pinhal-SP a saca de 60 kg recuou 3,70% e é comercializada a R$ 390,00. Em Patrocínio-SP a queda foi de 3,61% e a saca vale R$ 400,00.  

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário