Café: Mercado volta a cair nesta quinta; chuva melhora situação das lavouras de arábica, diz Cepea

Publicado em 06/11/2014 09:36 e atualizado em 07/11/2014 09:44 224 exibições

A Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica anota baixa na manhã desta quinta-feira (6). Por volta das 10h30, o contrato dezembro/14 registrava 185,35 cents de dólar por libra peso com queda de 90 pontos, o março/15 anotava 189,60 cents/lb com recuo de 95 pontos, o maio/15 tinha 192,00 cents/lb com desvalorização de 100 pontos e o julho/15 trabalhava com 194,20 cents/lb com 95 pontos negativos.

De acordo com o Cepea, o retorno das chuvas em volumes significativos, desde a última semana, começa a trazer alívio a cafeicultores de arábica. Esse cenário tem impulsionando as floradas, principalmente no cinturão produtivo mineiro. Com a melhora do clima e a recuperação das lavouras, as cotações da variedade no mercado doméstico chegaram a cair nos últimos dias.

O Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou baixa de 0,28% na quarta-feira (5) e está cotado a R$ 441,49 a saca de 60 kg.

Na sessão anterior, o mercado fechou também em baixa com registro de chuvas nas principais cidades produtoras. Segundo informações reportadas pela agência de notícias Reuters, as precipitações devem continuar a cair nos próximos dias nas principais regiões de café até 19 de novembro.

>> Chuvas cobrem cinturão de café do Brasil até 19 de novembro, diz Somar

Veja como fechou o mercado do café na última quarta-feira:

Café: NY fecha em baixa com chuva no cinturão produtivo; câmbio limita variações mais expressivas

Por Jhonatas Simião

A Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica fechou com queda nesta quarta-feira (5) com chuvas nas principais cidades produtoras do Brasil. O vencimento dezembro/14 registrou 186,25 cents de dólar por libra peso e o março/15 anotou 190,55 cents/lb, ambos com valorização de 195 pontos. O maio/15 encerrou a sessão cotado a 193,00 cents/lb com avanço de 190 pontos e o vencimento julho/15 fechou com 195,15 cents/lb e alta de 195 pontos.

De acordo com o analista de mercado do Escritório Carvalhaes, Eduardo Carvalhaes, as chuvas registradas nas cidades produtoras ainda são irregulares. “As precipitações ocorrem no cinturão produtivo, mas elas poderiam ser mais fortes. Os cafeicultores ainda estão torcendo para que a chuva se regularize”, diz.

Segundo informações reportadas pela agência de notícias Reuters, as precipitações devem continuar a cair nos próximos dias nas principais regiões de café até 19 de novembro.

>> Chuvas cobrem cinturão de café do Brasil até 19 de novembro, diz Somar

Além das chuvas, a alta do dólar também influenciou a queda nos preços. “Se o dólar está mais forte é preciso menos reais para comprar café do produtor e sempre quando o dólar permanece em alta a bolsa norte-americana registra uma amplitude menor”, afirma.

Mercado interno

Ainda são realizados poucos negócios no interno, os cafeicultores aguardam o avanço da florada que acaba de ser registrada para ter certeza da produtividade, visto que caso se confirme mais uma quebra ele ainda terá café disponível para negociar no próximo ano. As cotações registraram baixa oscilação na maior parte das praças.

O Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou alta de 1,60% na terça-feira (4) e está cotado a R$ 442,75 a saca de 60 kg.

O tipo cereja descascado teve maior valor de negociação na cidade de Franca-SP, está cotado a R$ 580,00 a saca de 60 kg com valorização de 5,45%. O tipo 4/5 de café arábica anotou maior valor em Guaxupé-MG com R$ 510,00 a saca, mesmo valor do dia anterior.

Tipo 4/5 encerra em baixa na BM&F

As cotações do café arábica tipo 4/5 fecharam com baixa nesta quarta-feira na BM&F Bovespa. O vencimento dezembro/14 encerrou o dia com US$ 218,00 a saca de 60 kg e baixa de 1,36%, o março/15 anotou US$ 226,25 e desvalorização de 0,11% e o setembro/15 registrou recuo de 0,40% com US$ 238,00 a saca. O tipo 6/7 não teve negócios durante a sessão.

Robusta registra queda em Londres

As cotações do café robusta na Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (Liffe) registraram baixa. O contrato novembro/14 está cotado a US$ 2.025,00 por tonelada com desvalorização de US$ 14 por tonelada e o janeiro/15 teve US$ 2.026,00 por tonelada com queda de US$ 14 por tonelada.

Veja as cotações completas de café nesta quinta-feira (6).

Tags:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário