Cafés com tecnologia da EPAMIG são destaques no Prêmio Região do Cerrado Mineiro

Publicado em 29/11/2016 08:33
81 exibições

A cultivar Topázio, desenvolvida por meio do Programa Estadual de Cafeicultura da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), alcançou o segundo lugar no Prêmio Região do Cerrado Mineiro, categoria café natural. O material apresentado pela Fazenda Barinas, localizada no município de Araxá, MG, de propriedade do cafeicultor Tiago Castro Alves, obteve a pontuação de 91,08 pela metodologia da Associação Americana de Cafés Especiais (BSCA).
 
Há cinco gerações, a família Castro Alves é uma das pioneiras na cafeicultura da região do Alto Paranaíba. Em toda sua história de plantio, a propriedade investe em diversificação, integração, profissionalização e parcerias estratégicas para alcançar a qualidade do grão. Porém, esse resultado premia um trabalho recente voltado para alta qualidade do café. Quem atesta é o gerente de qualidade da fazenda Warley Carlos de Oliveira. “Temos quatro talhões da mesma variedade na fazenda e cada um apresentou características diferentes. Há dois anos fazemos acompanhamentos, talhão por talhão, para buscar entender algumas variáveis. Ficar atento ao clima, maturação e processos de pós-colheita foi fundamental para atingir esta pontuação”, informa. 

Leia a notícia na íntegra no site Revista Cafeicultura 

Tags:
Fonte: Revista Cafeicultura

0 comentário