Café: Cotações do arábica dão continuidade aos ganhos da véspera nesta 6ª em NY com altas de mais de 250 pts

Publicado em 14/07/2017 12:27
315 exibições

Os contratos futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) estendem em mais de 250 pontos nesta sexta-feira (14) os ganhos registrados na véspera. Após baixas seguidas nos últimos dias, o mercado encontrou suporte nas questões financeiras e também informações sobre a safra do Brasil. Todos os vencimentos já voltaram ao patamar de US$ 1,30 por libra-peso e alguns em US$ 1,40/lb.

Por volta das 12h14 (horário de Brasília), o contrato julho/17 registrava 129,35 cents/lb e alta de 335 pontos (fechamento da sessão anterior), o setembro/17, referência de mercado, estava cotado a 133,85 cents/lb com avanço de 265 pontos. Já o vencimento dezembro/17 subia 260 pontos, a 137,40 cents/lb, e o março/18, mais distante, também tinha valorização de 260 pontos e estava sendo negociado a 140,85 cents/lb.

O analista de mercado da Safras & Mercado, Gil Carlos Barabach, destacou que o mercado encontrou suporte na sessão anterior, principalmente, de olho nas questões financeiras. "Essa puxada em Nova York está ligada ao dólar no Brasil, paralelamente a isso tem a questão do petróleo e também um pouco de pressão em relação à safra brasileira. Esses fatores ajudaram o café a romper a linha dos US$ 130,00 cents/lb", afirmou.

Nesta manhã de sexta, o dólar comercial recuava 0,61%, cotado a R$ 3,1885 na venda. O dólar futuro tinha queda de 0,79%. O câmbio impacta diretamente nas exportações da commodity brasileira.

Em menor intensidade, também dá suporte às cotações futuras do grão as informações sobre a safra 2017/18 de café do Brasil, maior produtor e exportador da commodity no mundo. Mapas da Climatempo mostram que o frio pode voltar às regiões produtoras na próxima semana com uma nova frente fria.

No Brasil, por volta das 09h20, o tipo 6 duro era negociado a R$ 450,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 455,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estava sendo cotado a R$ 447,00 a saca. Os negócios com café continuam isolados nas praças do Brasil.

» Clique e veja as cotações completas de café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário