Café arábica tem quedas de até 45 pts em NY na tarde desta 2ª

Publicado em 18/06/2018 12:00
154 exibições

LOGO nalogo

Na tarde desta segunda-feira (18), o café arábica apresenta leves quedas nos principais vencimentos da Bolsa de Nova York (ICE Futures Group).

Por volta das 12h (horário de Brasília), o contrato julho/18 tinha queda de 35 pontos, a 114,85 cents/lb. Para setembro/18, a queda era de 45 pontos, a 117,10 cents/lb. Dezembro/18 tinha queda de 45 pontos, a 120,55 cents/lb, enquanto março/19 caía 40 pontos, a 124,10 cents/lb.

O analista de mercado Marcus Magalhães, em seu programa "A Voz do Café", destaca que a semana deverá ser sem estresses climáticos para a colheita do café no Brasil. No mercado, por outro lado, o "mais do mesmo" deve prevalecer, sem nenhuma grande volatilidade prevista.

O mercado, contudo, reflete as notícias que chegam diariamente do Brasil de menos café sendo embarcado por conta da paralisação dos caminhoneiros, o que deve fazer com que os embarques do Brasil sejam aquém das expectativas.

Mercado interno

Na sexta-feira (15), o café arábica tipo 6 duro teve sua maior variação em Guauxpé (MG), onde houve a queda de -2,60%, a R$450,00. O maior valor de negociação era anotado em Franca (SP) e Espírito Santo do Pinhal (SP), com ambas as praças a R$460,00.

O Indicador do Café Arábica Cepea/Esalq encerrou a sexta com queda de -0,36%, a R$449,29.

>>>Confira mais cotações de café

Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • Carlos Rodrigues

    Será que não ninguém com alguma inteligência para perceber que este caminho, sem planificação da produção, vai levar os produtores de café à falência??

    3
    • carlo meloni sao paulo - SP

      No tempo de Getúlio Vargas o governo confiscava um percentual para ser queimado----O preço do cafe' mantido em patamar confortável, melhorou a qualidade do nosso produto pois se entregava ao governo só cafe' ruim----Este artificio de manter o preço num determinado nível serviu de *guarda Chuva* para a Colômbia e o Vietnam crescerem----Hoje em dia para o senhor ter uma ideia clara sobre a situação, e' só se uma cooperativa de porte, tipo Cooxupe' fizer uma analise financeira----Essa analise deve fazer um levantamento dos custos de produção na Colômbia e no Vietnam para compara-lo com os custos no Brasil---Considerando a receita e o custo por hectare em cada pais e' possível saber de antemão quem vai sobrar nessa briga de preços---Eu acredito que os que vão sobrar serão as lavouras um grande estilo com colheita mecanizada e irrigação na floração--Ninguém deve acreditar na ilusão e na mentira espalhada pelo PT de que a Agricultura Familiar e' a solução da agricultura-----Essa falacia era só para amenizar a vida daqueles produtores cuja conta não fecha----Não fiquem bravos comigo por ter a coragem de falar a verdade nua e crua.----

      1
    • Martín Almonte Farfan Bento Gonçalves - RS

      Haverá, como em outros tempos, cortes dos pés e transformação em outras culturas e depois aperto na oferta e alta nos preços. Calma Carlos. Faça estoque e vá vendendo aos poucos. Diversifique os investimentos . Valeu amigo .Abraço

      1
  • Carlos Rodrigues

    Mais de 800 pts perdidos em apenas 2 semanas ... até onde vai??

    0