Café: Cotações do arábica trabalham sem direcionamento nesta 5ª feira em NY após forte queda na véspera

Publicado em 12/07/2018 12:17
89 exibições

LOGO nalogo

Os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com leve baixa nesta manhã desta quinta-feira (12). O mercado já oscilou dos dois lados da tabela em busca de direcionamento após encerrar a sessão anterior com baixa de mais de 200 pontos em ajustes, pressão do câmbio e temores com guerra comercial.

Por volta das 12h08 (horário de Brasília), o contrato setembro/18 trabalhava estáve, cotado a 112,05 cents/lb, enquanto o dezembro/18 anotava 115,55 cents/lb com recuo de 5 pontos. Já o vencimento março/19 caía 5 pontos, a 119,20  cents/lb, enquanto o maio/19 tinha desvalorização de 15 pontos, a 121,60 cents/lb.

O dia no mercado do arábica é de acomodação com curtas oscilações dos dois lados da tabela. As cotações da variedade caíram forte na véspera com forte pressão do câmbio. Nesta quinta-feira, no entanto, o dólar comercial recua levemente acompanhando cena externa. Às 12h05, a divisa recuava 0,39%, cotada a R$ 3,8658 na venda.

"Os mercados globais operam no campo positivo, dissipando parte do movimento de aversão ao risco observado ontem", escreveu a equipe de economistas do banco Bradesco em relatório, em referência à afirmação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. As informações da Reuters.

Além disso, dúvidas sobre os reflexos dessa guerra comercial também impactaram as commodities ontem. "(O café arábica) teve uma boa recuperação da mínima da semana passada. Mas está nas mãos dos fundos e o que eles querem fazer. E com as guerras comerciais acontecendo, os mercados de commodities estão em queda, no geral", disse um operador para a Reuters internacional.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 445,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP), em Guaxupé (MG) os preços estavam cotados a R$ 456,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 445,00 a saca.

» Clique e veja as cotações completas de café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário