UPL participa do 44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras

Publicado em 25/10/2018 13:41
61 exibições
Evento apresenta novidades tecnológicas para o cafeicultor durante os dias 23, 24, 25 a 26 de outubro, em Franca (SP)

Sob o tema "Nosso Café, melhorando desde o pé", pesquisadores e consultores a discutirão durante o 44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras às tecnologias que podem facilitar o dia-a-dia do cafeicultor. O evento, que será realizado em Franca-SP entre os dias 23 e 26 de outubro, foi organizado pela Fundação Procafé, com a promoção também do Consórcio Pesquisa Café coordenado pela Embrapa Café, da Secretaria de Estado de Agricultura de São Paulo, do IAC e das Universidades de Uberaba – UNIUBE e Federal de Lavras – UFLA, também conta com o apoio do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil-CeCafé, Associação Brasileira da Indústria do Café - ABIC, Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel - ABICS, Conselho Nacional do Café – CNC.

A Cafeicultura é estratégica para o agronegócio brasileiro, e desta forma merece uma grande mobilização em torno da sua evolução. Neste sentido, a UPL tem investido significamente para disponibilizar as melhores tecnologias ao cafeicultor, e já conta com um amplo leque de soluções.

Exemplo disso é a contribuição fornecida pela UPL na batalha contra a Broca-do-café. Esta praga, causadora de enormes danos quantitativos e qualitativos, vem ganhando ainda mais relevância nos últimos anos e já é umas das principais da cultura.  Especificamente nesta safra, a expectativa é de uma pressão de dano ainda maior que o histórico recente.  Felizmente, desde o ano passado, os cafeicultores podem contar com uma excelente ferramenta, que já é parte da estratégia moderna de manejo desta praga, o inseticida Sperto. “Sperto é uma das tecnologias que teve a mais rápida adoção da história da cafeicultura, isso porque os produtores e consultores entenderam que se tratava exatamente do que precisavam como parte da ‘guerra contra a Broca-do-Café’ - um inseticida altamente eficaz, mas que respeita o bolso do cafeicultor”, explica Giano Caliari - Gerente de Cultivos da UPL.

E este ano a cafeicultura ganha um grande aliado na tradicional luta contra a ferrugem-do-cafeeiro, o fungicida Triziman, que terá alguns resultados expostos pelos pesquisadores durante o Congresso. “Triziman é a única ferramenta contra as doenças do cafeeiro com três modos de ação diferentes, tendo alta performance contra Ferrugem. Certamente será peça fundamental para a cultura, ainda mais quando se pensa em manejo de resistência desta que é a mais importante doença”, afirma Caliari.

Tags:
Fonte: UPL

Nenhum comentário