Café: Cotações do arábica passam a recuar nesta tarde de 4ª feira na Bolsa de Nova York

Publicado em 21/11/2018 12:27 e atualizado em 21/11/2018 17:08
103 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) trabalham com leve baixa nesta tarde de quarta-feira (21). O mercado externo do grão chegou a esboçar recuperação técnica no início dos trabalho, mas logo passou a estender as perdas da véspera com atenção ao câmbio e oferta global.

Por volta das 12h23 (horário de Brasília), o vencimento dezembro/18 tinha queda de 20 pontos, a 110,45 cents/lb e o março/19 recuava 60 pontos, a 114,30 cents/lb. Já o contrato maio/19 registrava 117,30 cents/lb e 45 pontos de perdas e o julho/19 tinha desvalorização 50 pontos, a 119,90 cents/lb.

Às 12h25, o dólar comercial subia 0,31%, cotado a R$ 3,776 na venda, com ajuste ante o feriado. O câmbio impacta diretamente as exportações e tende a impactar os preços. Além disso, como na véspera, as cotações também são impactadas pelas informações de ampla oferta global, com dados de estoques da ICE.

Segundo o site internacional Barchart, o viés negativo do arábica pode ser limitado no curto prazo com a safra brasileira. "A Somar Meteorologia reportou que a precipitação em Minas Gerais, a maior região de café arábica do Brasil, foi de 15,2 milímetros na semana passada, ou 28% da média histórica", disse.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 420,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP), em Guaxupé (MG) os preços estavam cotados a R$ 445,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 427,00.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário