Brasil deve ter safra mais farta de café, apesar da bienalidade negativa

Publicado em 21/11/2018 16:19
263 exibições
Se a oferta continuar elevada na temporada de 2019/2020, as cotações do grão devem se manter pressionadas, reduzindo as margens do produtor que ainda tem estoques nas fazendas

Depois de um ciclo de produção recorde, a safra brasileira 2019/2020 de café deve ser cheia, apesar de ser menor que a anterior devido ao impacto da bienalidade negativa da variedade arábica. Nesse cenário, os preços do grão devem se manter pressionados.

“As condições climáticas estão favoráveis até o momento, o que pode fazer com que o próximo ciclo não seja tão mais baixo que o anterior”, afirma o pesquisador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), Renato Ribeiro.

A produção na safra 2018/2019, colhida neste ano, foi calculada em 59,9 milhões de sacas de 60 quilos, alta de 33% em relação ao ciclo anterior, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em seu último relatório divulgado em setembro. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) indica a colheita de 63,4 milhões de sacas de 60 quilos.

Leia a notícia na íntegra no site do DCI

Tags:
Fonte: DCI

Nenhum comentário