Café: Cotações do arábica encerram sessão desta 3ª feira com queda de 50 pts em NY

Publicado em 05/02/2019 18:00
229 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) encerraram a sessão desta terça-feira (05) com queda de pouco mais de 50 pontos. O mercado teve um dia de ajustes depois do avanço na sessão anterior, clima e também seguiu o câmbio.

O vencimento março/19 encerrou o dia a 104,85 cents/lb e queda de 75 pontos e o maio/19 registrou 107,95 cents/lb e recuo de 70 pontos. O contrato julho/19 anotou 110,55 cents/lb 75 pontos negativos e o setembro/19 teve 113,25 cents/lb e 80 pontos de desvalorização.

As preocupações com a safra brasileira 2019/20, em desenvolvimento, deram suporte ao mercado do arábica na segunda-feira (04), com cerca de 200 pontos de valorização. Nesta terça-feira, no entanto, apesar da alta pela manhã, a sessão foi de ajustes.

"Os preços do café arábica caíram com a previsão da Somar Meteorologia de chuvas nesta semana em áreas produtoras do Brasil. Além disso, sinais de maiores ofertas de café arábica reduziram os preços", destacou o site internacional Barchart. As exportações da Colômbia aumentaram em janeiro.

14 cidades produtoras de café, todas elas acompanhadas pelo Sistema para o Monitoramento Agro-energético da cultura do Café da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), estão sem chuvas acima de 2 milímetros há mais 20 dias, em um cenário de altas temperaturas.

Além dos ajustes e atenção com a previsão do tempo no Brasil, em parte do dia, o mercado também acompanhou o câmbio. Apesar de testar máxima de R$ 3,6850, o dólar comercial fechou o dia com queda de 0,17%, cotado a R$ 3,6664 na venda, com foco na reforma da Previdência e exterior.

Mercado interno

Os negócios com café arábica seguem lentos no Brasil e, apesar das oscilações externas, os preços têm oscilado pouco no país. Com a queda nesta terça-feira na Bolsa de Nova York, produtores se mantiveram ainda mais distantes das negociações.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor em Guaxupé (MG) com saca a R$ 442,00 – estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Patrocínio (MG) com queda de 1,19% e saca a R$ 415,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 420,00 e queda de 3,45%. Foi a maior oscilação no dia dentre as praças.

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Vitória (ES) com saca a R$ 442,00 - estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Espírito Santo do Pinhal (SP) com alta de 2,50% e saca a R$ 410,00.

Na segunda-feira (04), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 417,87 e alta de 0,54%.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário