Fenicafé: Autoridades defendem equilíbrio entre a oferta e a demanda para o setor

Publicado em 21/03/2019 09:57
181 exibições

A solenidade oficial de abertura da 24ª Feira Nacional de Cafeicultura Irrigada foi marcada por discursos de esperança. Esperança de um futuro melhor na cafeicultura; esperança de um mercado melhor; e de um equilíbrio entre a oferta e a demanda no setor cafeeiro.

Entre os presentes, destacam-se o presidente da Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA), Claudio Morales Garcia; a secretária de Agricultura do Estado de Minas Gerais, Ana Maria Soares Valentini, representando o governador do Estado Romeu Zema; o prefeito de Araguari, Marcos Coelho de Carvalho; o deputado federal Zé Vitor; o deputado Estadual Raul Belém; o presidente da Câmara Municipal de Araguari, Wesley Lucas; Francisco Sérgio de Assis, presidente da Federação dos Cafés do Cerrado; o presidente do Conselho Nacional do Café (CNC) Silas Brasileiro; o diretor executivo do Mapa, Silvio Farnese, representado a Ministra de Agricultura e Agropecuária, Teresa Cristina Corrêa Costa Dias; o presidente Cecafé, Nelson Carvalhaes; o diretor da Faemg, Breno Mesquista; o secretário Municipal de Agricultura de Araguari Danilo Franco, entre outros.

Para o presidente da ACA, Claudio Morales Garcia, o café é um bem material precioso em nosso país, não só para sua economia, mas também faz parte de nossa tradição. “Nós, enquanto produtores de café, não devemos nos intimidar com a crise no setor cafeeiro. Quando temos que na verdade é estarmos prontos para buscar recursos que elevem a qualidade da produção e a competitividade nos mercados nacional e internacional. A necessidade de se atualizar e de investir na lavoura e nas técnicas de manejo vem ao encontro de uma cafeicultura mais sustentável e preparada para atender, principalmente, os desafios do Brasil quanto às demandas de consumo globais”, afirma.

Leia a notícia na íntgera no site CCCMG

Tags:
Fonte: CCCMG

1 comentário

  • Alessandro Vitoriano -

    Investir em lavoura? Com qual estímulo? Com o preço da saca?

    0
    • MARTINS KAMPA -

      E onde fica a ideia de diversificação de culturas?

      1