Café arábica estende ganhos nesta tarde de 5ª na Bolsa de Nova York após mínimas históricas

Publicado em 04/04/2019 12:23
184 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do café arábica estendem ganhos nesta tarde de quinta-feira (04) na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). Com altas de cerca de 100 pontos, o mercado externo segue atento às informações sobre a safra 2019/20 e câmbio.

Às 12h09 (horário de Brasília), o vencimento maio/19 operava com alta de 105 pontos, a 96,40 cents/lb e o julho/19 anotava 98,80 cents/lb com 95 pontos de avanço. O contrato setembro/19 registrava 101,30 cents/lb com 85 pontos de valorização.

Depois de testar mínimas de mais de 10 anos, o mercado do arábica subiu mais de 300 pontos na véspera em ajustes técnicos, mas fundamentalmente de olho no câmbio e com dados sobre a safra 2019/20 do Brasil, maior propdutor e exportador.

"O Brasil teve uma grande produção na safra atual, mas a próxima deve ser menor, pois é de bienalidade negativa", disse o vice-presidente da Price Futures Group, Jack Scoville. Para ele, a safra do país deve ficar entre 52 milhões de sacas de 60 kg.

A Cooxupé (Cooperativa dos Cafeicultores de Guaxupé) informou durante a semana que a safra 2019/20 deve ser 15% menor do que a anterior por conta de problemas climáticos, totalizando 7,1 milhões de sacas. As informações  foram reportadas pela agência de notícias Reuters.

Por volta das 12h17, o dólar comercial operava com queda de 0,32%, cotado a R$ 3,866 na venda, com o mercado atento na cena política brasileira. A moeda estrangeira mais baixa tende a desencorajar as exportações e dá suporte aos preços.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 385,00 a saca de 60 kg em Guaxupé (MG), em Espírito Santo do Pinhal (SP) registravam R$ 390,00 e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 380,00.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário