Café arábica tem queda expressiva nesta 6ª em NY e se aproxima das mínimas de 10 anos

Publicado em 05/04/2019 12:27 e atualizado em 05/04/2019 16:39
135 exibições

LOGO nalogo

Os contratos futuros do café arábica operam com queda de 200 pontos nesta tarde de sexta-feira (05) na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). Depois de testar reação nos últimos dias, o mercado voltou a cair e testa mínimas com novos dados sobre a oferta.

Às 12h19 (horário de Brasília), o vencimento maio/19 operava com queda de 200 pontos, a 93,30 cents/lb e o julho/19 anotava 95,90 cents/lb com 190 pontos de baixa. O contrato setembro/19 registrava 98,40 cents/lb com 190 pontos de desvalorização.

O mercado do arábica já havia encerrado a sessão anterior com leve queda assimilando novos dados de ampla oferta global. Nesta tarde de sexta-feira, as perdas são estendidas e o vencimento referência se reaproxima das mínimas de mais de 10 anos.

"A OIC elevou sua estimativa de excedente de café em 2018/19 para 3,1 milhões de sacas de uma estimativa anterior de 2,29 milhões de sacas e a Safras elevou a estimativa de produção do Brasil em 2019/20 para 58,9 milhões de sacas", destacou site internacional Barchart.

Na véspera, outra informação que também movimentou o mercado foi a divulgação de estimativa de produção da Safras & Mercado. A consultoria brasileira aposta em colheita de 58,9 milhões de sacas para o país, o que representaria uma queda de 8,1% ante a temporada anterior.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 396,00 a saca de 60 kg em Guaxupé (MG), em Espírito Santo do Pinhal (SP) registravam R$ 380,00 e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 378,00.

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Carlos Rodrigues -

    Um setor praticamente às portas da bancarrota e onde quem devia evitar noticias(oic) que só servem a especulação para ajudar a enterrar mais quem esta em dificuldades...as noticias que deviam andar a circular são os riscos de não haver café a médio prazo com esta temática de preços .. essas parece que não agradam e pouco ouvimos falar delas..

    0