Café: NY recua até 35 pontos nesta sexta e acumula 4% de baixa na semana

Publicado em 12/07/2019 16:59 e atualizado em 15/07/2019 09:26
413 exibições

LOGO nalogo

A semana acaba com leves quedas para as cotações do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures Group). As desvalorizações apareceram perdendo até 35 pontos nos principais contratos nesta sexta-feira (12).

O contrato Julho/19 teve queda de 30 pontos, a 105,20 cents/lb. Para o contrato Setembro/19, a desvalorização foi de 30 pontos, a 106,65 cents/lb. Dezembro/19 acumulou perda de 35 pontos, a 110,40 cents/lb e Março/20, baixa de 30 pontos, a 114,05 cents/lb.

Nesses índices, o vencimento setembro/19 acumulou queda de 4% nesta semana, o dezembro/19 caiu 3,83% e o março/20 recuou 3,59% com relação a última sexta-feira (05).

Segundo informações da Business Recorder, os futuros do café arábica em Nova York caíram nesta sexta-feira com as perspectivas para a safra brasileira de 2020 permanecer favorável apesar do frio do fim de semana passado.

“Os distribuidores disseram que o mercado se estabilizou depois de cair drasticamente no início desta semana. Os preços foram sustentados pelo fortalecimento desta semana na moeda real do Brasil. Um real mais forte tende a desencorajar a venda pelos produtores brasileiros”, diz a publicação.

“O mercado atingiu seu pico dos últimos sete meses com US $ 1,1565 na sexta-feira passada em temores sobre a previsão de geadas no maior produtor brasileiro no fim de semana, mas depois recuou, já que avaliações sugeriam que houve apenas danos menores nas safras”, completa a Business Recorder.

Confira mais informações sobre o impacto das geadas na produção brasileira:

>> Cooxupé informa que geada não trouxe impacto relevante em sua área de ação, via Estadão

Mercado Interno

No mercado brasileiro a maioria das movimentações também aconteceram do lado negativo das cotações.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor de negociação em Lajinha/MG com saca a R$ 470,00 – estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Poços de Caldas, com queda de 2,97% e saca a R$ 466,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca/SP, com saca a R$ 430,00 e estabilidade. A maior oscilação no dia dentre as praças ocorreu em Poços de Caldas/MG com queda de 3,18% e saca a R$ 426,00.

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Guaxupé/MG com saca a R$ 431,00 e estabilidade. A maior oscilação no dia ocorreu em Poços de Caldas/MG com queda de 3,26% e saca a R$ 416,00.

Confira como ficaram todas as cotações nesta sexta-feira:

>> CAFÉ

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário