Nestlé reporta as vendas do terceiro trimestre de 2019

Publicado em 18/10/2019 09:57
242 exibições

•Crescimento orgânico de 3,7%, com crescimento real (RIG) de 3,0% e variação de preços de 0,7%. O crescimento foi sustentado por um forte impulso nos Estados Unidos e em Purina PetCare.

•As vendas totais reportadas aumentaram 2,9%, para 68,4 bilhões de francos suíços (9M-2018: 66,4 bilhões de francos suíços). As aquisições líquidas tiveram um impacto positivo de 0,7% e o câmbio reduziu as vendas em 1,5%.

•A gestão do portfólio continua no caminho certo. A venda da Nestlé Skin Health por 10,2 bilhões de francos suíços foi concluída em 1º de outubro de 2019. A revisão estratégica do negócio de charcutaria Herta está em andamento e deverá ser concluída até o final do ano.

•O Conselho de Administração da Nestlé decidiu distribuir um valor de até 20 bilhões de francos suíços aos acionistas da companhia no período de 2020 a 2022, principalmente na forma de recompra de ações.

•Perspectiva para o ano de 2019 confirmada. A Nestlé estima um crescimento orgânico das vendas em torno de 3,5% e uma margem do lucro operacional subjacente para o ano igual ou superior a 17,5%. Espera-se que o lucro básico subjacente por ação nas moedas constantes e a eficiência de capital aumentem.

Mark Schneider, CEO da Nestlé:
“Estamos satisfeitos com nossos resultados do terceiro trimestre e progredimos ainda mais em direção às nossas metas financeiras para 2020. Continuamos observando um bom impulso em nosso maior mercado, os Estados Unidos, e um crescimento muito forte da Purina PetCare em todo o mundo. O crescimento da Nestlé foi sustentado por investimentos em nossas marcas, inovação rápida e desempenho disciplinado. Durante o terceiro trimestre, a introdução dos produtos Starbucks continuou, e atinge agora 34 países. A transformação do nosso portfólio continua no caminho certo, como mostra a conclusão em tempo hábil da alienação da Nestlé Skin Health. Com investimentos prudentes e uma abordagem disciplinada das aquisições, nosso modelo de criação de valor está gerando crescimento lucrativo e retornos monetários atraentes para nossos acionistas”.

Vendas do Grupo
O crescimento orgânico atingiu 3,7%. O crescimento real (RIG) de 3,0% permaneceu no topo da indústria de alimentos e bebidas. A variação de preços contribuiu com 0,7%, com desaceleração temporária no terceiro trimestre, principalmente relacionada com o faseamento das etapas de precificação e a queda de preços do café. O crescimento orgânico foi de 3,5%, excluindo os negócios sob revisão.
A aceleração do crescimento anual foi sustentada pelos Estados Unidos e pelo Brasil. A Zona EMENA contribuiu para o impulso mais acentuado, com forte crescimento real de um dígito no terceiro trimestre. A Zona AOA teve crescimento sólido, apesar da desaceleração em algumas categorias na China. O crescimento orgânico foi de 2,7% nos mercados desenvolvidos, sustentado por um forte crescimento real. O crescimento nos mercados emergentes foi de 5,0%.
Todas as categorias de produtos tiveram crescimento positivo, liderado por Purina PetCare e café. Os lançamentos dos novos produtos Starbucks apresentaram forte demanda e expandiram para novos países. A Nestlé Health Science mostrou bom progresso com alto crescimento de um dígito no terceiro trimestre. O segmento de águas teve crescimento tímido, refletindo a grande variação de preços comparáveis ​​e um verão decepcionante na Europa.
As aquisições líquidas aumentaram as vendas em 0,7%. As aquisições da licença da Starbucks e da Atrium Innovations compensaram amplamente os desinvestimentos, principalmente a venda da Gerber Life Insurance. O câmbio teve impacto negativo de 1,5%. As vendas totais reportadas cresceram 2,9%, para 68,4 bilhões de francos suíços.

Zona Américas (AMS)
· 4,1% de crescimento orgânico: 2,7% de RIG; 1,4% de variação de preços.
· A América do Norte registrou crescimento orgânico de um dígito, com RIG e variação de preços positivos.
· A América Latina registrou crescimento orgânico de um dígito, com RIG e variação de preços positivos.

O crescimento orgânico subiu para 4,1%, sustentado pelo aumento de 2,7% do crescimento real. A variação de preços foi positiva em 1,4%. O crescimento anual aumentou tanto na América do Norte como na América Latina, com a América do Norte acelerando ainda mais no terceiro trimestre. As aquisições líquidas aumentaram as vendas em 5,5%, em grande parte relacionadas com a aquisição da licença da Starbucks. O câmbio reduziu as vendas em 0,1%. As vendas reportadas na Zona AMS subiram 9,5%, para 24,0 bilhões de francos suíços.
A América do Norte apresentou crescimento de um dígito. O crescimento real foi sólido, refletindo um pipeline robusto de lançamentos de novos produtos. Purina PetCare foi o segmento que mais contribuiu para o crescimento, apresentando forte desenvolvimento das vendas no e-commerce e nas marcas premium. Os produtos Purina Pro Plan, Purina One, areia higiênica Tidy Cats e produtos veterinários cresceram a uma taxa de dois dígitos. A categoria de bebidas, incluindo os creamers da Coffee-mate, cafés Starbucks e Nescafé, registrou crescimento de um dígito. O lançamento dos creamers da Starbucks gerou forte demanda. A transição dos negócios de pizza e sorvetes dos EUA de um sistema de entrega direta à loja para um modelo de distribuição no armazém continua no caminho certo. O segmento de sorvetes cresceu a uma taxa de um dígito, com fortes performances de Häagen-Dazs e Outshine, picolés naturais e sem OGMs. Os alimentos congelados apresentaram baixo crescimento de um dígito, sustentado por pizza, Hot Pockets e Stouffer's.
A América Latina registrou crescimento de um dígito, com contribuições positivas na maioria dos mercados e categorias. O Brasil apresentou crescimento de um dígito, sustentado pelo bom desempenho de laticínios, nutrição infantil e KitKat. O México cresceu a uma taxa média de um dígito, com demanda forte e contínua por Nescafé. A América Latina registrou alto crescimento de um dígito nas categorias café, Purina PetCare e laticínios.

Zona Europa, Oriente Médio e Norte da África (EMENA)
· 2,9% de crescimento orgânico: 4,6% de RIG; -1,7% de variação de preços.
· A Europa Ocidental registrou forte crescimento real (RIG), parcialmente contrabalançado por uma variação de preços negativa.
· A Europa Central e Oriental teve crescimento orgânico de um dígito com forte crescimento real (RIG). A variação de preços foi negativa.
· O Oriente Médio e o Norte da África registraram crescimento orgânico de um dígito, com forte crescimento real (RIG) e variação de preços positiva.
O crescimento orgânico foi de 2,9%, com forte crescimento real de 4,6%. A variação de preços diminuiu 1,7%, principalmente devido à queda nos preços do café. As aquisições líquidas reduziram as vendas em 0,1%. O câmbio impactou negativamente as vendas em 3,4%. As vendas reportadas na Zona EMENA caíram 0,6%, para 13,7 bilhões de francos suíços.

A Zona EMENA registrou crescimento real de um dígito com maior impulso no terceiro trimestre. Cada sub-região fez boas contribuições para essa tendência positiva com ganhos de participação de mercado em todas as categorias. A variação de preços permaneceu negativa, especialmente no café. No geral, o desenvolvimento positivo das vendas orgânicas foi sustentado pelo alto crescimento de Purina PetCare e nutrição infantil. O café apresentou crescimento positivo com crescimento real de um dígito no terceiro trimestre, ajudado pelo lançamento dos produtos Starbucks em 20 países da Zona. Os confeitos mantiveram bom impulso com crescimento de dois dígitos para KitKat. Os produtos alimentícios vegetarianos e de origem vegetal apresentaram crescimento de dois dígitos, sustentado pelo lançamento do Garden Gourmet Incredible Burger em 10 países da Zona.

Zona Ásia, Oceania e África Subsaariana (AOA)
· 3,1% de crescimento orgânico: 2,5% de RIG; 0,6% de variação de preços.
· A China teve crescimento estável, com RIG e variação de preços sem alteração.
· O Sudeste Asiático manteve crescimento orgânico de um dígito, sustentado por forte RIG e variação de preços positiva.
· O Sul da Ásia teve crescimento orgânico de um dígito. Tanto o RIG como a variação de preços foram positivos.
· A África Subsaariana registrou crescimento orgânico de um dígito, com forte RIG e variação de preços positiva.
· O Japão e a Oceania apresentaram baixo crescimento orgânico de um dígito, com forte RIG e variação de preços negativa.

O crescimento orgânico foi de 3,1%, com crescimento real de 2,5% e variação de preços de 0,6%. As aquisições líquidas tiveram impacto negativo mínimo de 0,1%. O câmbio reduziu as vendas em 2,1%. As vendas reportadas na Zona AOA aumentaram 0,9%, para 15,9 bilhões de francos suíços.
A Zona AOA registrou crescimento sólido, apesar do impulso mais lento na China e de um ambiente desafiador no Paquistão.
A China reportou crescimento estável devido à desaceleração em algumas categorias. Produtos culinários, café e sorvetes tiveram bom desempenho. O crescimento da nutrição infantil caiu para um dígito após um declínio nas vendas da linha S-26. O leite de amendoim e o mingau Yinlu tiveram queda nas vendas.
O Sudeste Asiático registrou bom crescimento, com forte impulso no Vietnã e na Indonésia. Bear Brand, Milo e Nescafé prontos para beber cresceram dois dígitos. O sul da Ásia acelerou o crescimento para um dígito, apesar dos desafios específicos do mercado paquistanês. NAN, Maggi e KitKat continuaram a apresentar bom desempenho, ajudados pelo lançamento de novos produtos e a expansão da distribuição. A África Subsaariana registrou crescimento de um dígito, sustentado por nutrição infantil, Maggi e Nescafé. O Japão e a Oceania tiveram crescimento sólido com forte demanda por produtos Purina PetCare, KitKat e a recém-lançada linha Starbucks.
Por categoria de produto, as maiores contribuições para o crescimento da Zona vieram de nutrição infantil, produtos culinários e Purina PetCare. A nutrição infantil registrou crescimento de um dígito, sustentada por um forte crescimento fora da China.

Nestlé Waters
• 0,5% de crescimento orgânico: -2,5% de RIG; 3,0% de variação de preços.
• A América do Norte registrou crescimento orgânico estável. A variação de preços positiva foi contrabalançada pelo RIG negativo.
• A Europa teve crescimento orgânico negativo. Tanto o RIG como a variação de preços declinaram.
• Os mercados emergentes registraram alto crescimento orgânico de um dígito, com variação de preços forte e RIG positivo.

O crescimento orgânico foi de 0,5%. A variação de preços aumentou 3,0%, o crescimento real caiu 2,5%. No terceiro trimestre, o crescimento desacelerou devido à alta variação de preços comparáveis​​na América do Norte e a um verão decepcionante na Europa. As aquisições líquidas reduziram as vendas em 0,2%. O câmbio impactou negativamente as vendas em 0,8%. As vendas reportadas na Nestlé Waters caíram 0,5% para 6,1 bilhões de francos suíços.
Na América do Norte o crescimento orgânico ficou estável. As marcas premium S.Pellegrino, Perrier e Acqua Panna tiveram crescimento de dois dígitos, beneficiadas de um forte pipeline de inovação focado na oferta de produtos funcionais e com sabor. Os negócios diretos ao consumidor do ReadyRefresh cresceram a uma taxa média de um dígito, ajudados pela variação de preços e por uma nova plataforma online fácil de usar. A escalada dos aumentos de preços de 2018 pesou negativamente no crescimento do formato de embalagem de papelão e na Nestlé Pure Life.
A Europa teve crescimento negativo após um verão decepcionante e alta variação de preços comparáveis ​​no terceiro trimestre. Os mercados emergentes registraram alto crescimento de um dígito. Nestlé Pure Life no Egito, Erikli na Turquia e La Vie no Vietnã cresceram a taxas de dois dígitos, sustentadas pela expansão nos segmentos com gás e sabor.

Outros Negócios
• 7,1% de crescimento orgânico: 6,4% de RIG; 0,7% de variação de preços.
• A Nespresso registrou crescimento orgânico de um dígito, com forte RIG e variação de preços positiva.
• A Nestlé Health Science alcançou alto crescimento orgânico de um dígito, baseado inteiramente em um RIG forte.
• A Nestlé Skin Health registrou alto crescimento orgânico de um dígito, com RIG forte e variação de preços ligeiramente positiva.

O crescimento orgânico de 7,1% foi impulsionado pelo forte crescimento real de 6,4% e variação de preços de 0,7%. As aquisições líquidas reduziram as vendas em 7,3%, principalmente devido à alienação da Gerber Life Insurance, que compensou amplamente a consolidação da Atrium Innovations. O câmbio impactou negativamente as vendas em 1,6%. As vendas reportadas em Outros Negócios caíram 1,8% para 8,7 bilhões de francos suíços.
A Nespresso manteve sólido crescimento orgânico de um dígito. A América do Norte e os mercados emergentes cresceram a fortes taxas de dois dígitos. A Europa manteve crescimento positivo. O sistema Vertuo, agora disponível em 21 mercados, continuou a gerar forte demanda do consumidor. A Nestlé Health Science cresceu ao ritmo de um dígito, com grande aceleração no terceiro trimestre. Nutrição médica e Atrium Innovations foram os maiores contribuidores. A Nestlé Skin Health cresceu a uma alta taxa de um dígito no terceiro trimestre.

Distribuição de caixa aos acionistas da Nestlé
O Conselho de Administração da Nestlé decidiu distribuir um valor de até 20 bilhões de francos suíços aos acionistas da Nestlé no período de 2020 a 2022, mantendo a prática já consagrada de dividendos sustentáveis ​​ da empresa. A distribuição reflete a forte geração contínua de caixa da Nestlé, bem como entradas de caixa significativas provenientes das alienações.
Espera-se que a distribuição seja principalmente na forma de um programa de recompra de ações a partir de janeiro de 2020. O Conselho pode considerar a distribuição de parte do valor total como um ou mais dividendos especiais no período de 2020 a 2022. O volume de recompra mensal de ações e o valor de pagamento de potencial dividendos especiais dependerá das condições de mercado.
O Conselho de Administração e a gerência executiva da Nestlé reiteram sua preferência por investimentos de criação de valor para expandir os principais negócios de alimentos, bebidas e produtos nutricionais para a saúde da empresa. Caso ocorram aquisições consideráveis ​​durante esse período, o valor em dinheiro a ser distribuído aos acionistas será ajustado apropriadamente.

Nosso negócio como força para o bem: trabalhando juntos para acabar com o desmatamento
As florestas são essenciais para a saúde do nosso planeta: ajudam a estabilizar o clima, regular os ecossistemas e hospedar uma biodiversidade significativa. A Nestlé depende de florestas saudáveis ​​para garantir um suprimento sustentável de recursos. A perda contínua de florestas, particularmente na zona tropical, rica em biodiversidade, exige ações urgentes.
Comprometida em ter produtos livres de desmatamento. Nos últimos 10 anos, a Nestlé tem liderado esforços para acabar com o desmatamento em toda a sua cadeia de suprimentos. A empresa desenvolveu uma abordagem integrada que combina certificação, mapeamento da cadeia de suprimentos, monitoramento local e vigilância por satélite. Em abril de 2019, 77% das principais commodities agrícolas que a Nestlé adquire, incluindo soja e óleo de palma, foram consideradas livres de desmatamento. Esse número ultrapassará 90% até o final de 2020.


Os esforços da Nestlé não param por aí. A empresa continuará trabalhando com pequenos agricultores e grandes fornecedores para chegar o mais próximo possível de 100% livre de desmatamentos nos próximos três anos. Para isso, a Nestlé atua em três frentes:

1. Uso de tecnologia. A transparência cria confiança e assegura a responsabilidade. A Nestlé foi pioneira na implantação de tecnologias que tornam isso possível. A empresa foi a primeira na indústria alimentícia a utilizar o Starling, o sistema de imagens via satélite da Airbus. Isso permite a detecção do desmatamento em tempo real. A Nestlé também foi a primeira a tornar sua cadeia de suprimentos transparente. A empresa divulga uma lista de fornecedores diretos, locais a montante e países de origem, bem como o volume total adquirido das principais commodities agrícolas.

2. Apoio aos pequenos agricultores. A experiência mostra que a prevenção do desmatamento exige o engajamento dos pequenos agricultores. No caso do óleo de palma, esses agricultores respondem por 40% da produção global e frequentemente operam em áreas próximas a florestas sem medidas de conservação. As ações precisam apoiar os meios de subsistência e sustentar as comunidades. Para isso, a Nestlé presta assistência técnica a quase 50.000 pequenos agricultores. A empresa está ampliando suas iniciativas para ajudá-los a aumentar a produtividade das culturas e diversificar a renda. O objetivo é tornar a conservação das florestas economicamente atraente, restaurar os estoques florestais e promover a agricultura regenerativa, que ajuda a capturar o carbono da atmosfera. Este será um aspecto fundamental para a Nestlé atingir sua ambição de zero emissões de gases de efeito estufa em toda a sua cadeia de valor até 2050.

3. Defesa da divulgação. A Nestlé trabalha para criar abordagens que incluam todo o setor, compartilhar know-how e escalar soluções. A empresa defende mais transparência e harmonização na divulgação e geração de relatórios em toda a indústria. A abordagem do desmatamento exige que todas as partes tomem a liderança, prestem contas​​e assumam a responsabilidade pela gestão das florestas.

Perspectiva
A Nestlé confirma suas perspectivas para o ano de 2019. Esperamos crescimento orgânico das vendas em torno de 3,5% e uma margem de lucro operacional subjacente para o ano igual ou superior a 17,5%. Espera-se que o lucro básico subjacente por ação nas moedas constantes e a eficiência de capital aumentem.

Tags:
Fonte: Nestlé

1 comentário

  • Carlos Rodrigues

    Pode ser que ainda sobre algumas migalhas para os produtores...

    2