INTERNACIONAL: Uganda quer desenvolver café resistente a fusariose

Publicado em 17/03/2010 16:05 981 exibições
Uganda, segundo maior produtor de café da África, planeja desenvolver espécies da planta que sejam resistentes à doença fúngica fusariose, que matou metade dos pés de café robusta do país em menos de 20 anos, informou a Café África Uganda.  

 “Nós estamos focados na criação de jardins mãe este ano”, disse Emma Joynson-Hicks, chefe executiva de uma organização não governamental. Emma disse ainda que esse ano serão construídos espaços para as espécies desenvolvidas pelo Instituto de Pesquisa em Café de Uganda. 

As estacas de espécies resistentes a fusariose (ou murcha vascular) serão cultivadas nesses espaços e distribuídas aos produtores sem ser dado um prazo, disse Emma. O grupo, que está ligado ao Nyon, na sede da Café África International na Suíça, está trabalhando com outras agências para impulsionar a produtividade de café em Uganda. 

A fusariose é causada por um fungo que ataca, predominantemente, o café robusta, foi detectada pela primeira vez em Uganda no ano de 1993 e já destruiu 150 milhões de cafeeiros, de acordo com a Autoridade de Desenvolvimento do Café em Uganda , que supervisiona a indústria. Uganda é o maior produtor de café robusta da África, essa variedade corresponde por 85% do total das exportações de café do país. 

A perda financeira de Uganda por conta dessa doença é estimada em US$500 milhões nos últimos 10 anos. A produção de pequenos produtores do leste africano caiu pela metade por conta da fusariose. 

A produção de café em Uganda caiu de 4 milhões de sacas em 1996/1997 para 3,3 milhões na última temporada, e parte disso, segundo a Autoridade de Desenvolvimento do Café em Uganda, tem a ver com os efeitos da doença. 

O país iniciou um programa de replantio em 1994 e desde então distribuiu mais de 100 milhões de pés de café. A nação prevê aumentar sua produção para 4,5 milhões de sacas até 2015. 

Tradução: Carla Mendes

Tags:
Fonte:
Bloomberg

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário