Bahia é o quarto maior produtor nacional de café

Publicado em 18/05/2010 08:11 860 exibições
O café deixou de ser a estrela do sudeste brasileiro para ser cultivado também no nordeste. A Bahia já está entre os principais estados produtores do país, ocupando a quarta posição com 1,8 milhões de sacas e com um faturamento de um pouco mais de 630 milhões de reais. No ano passado foram colhidas um milhão e 800 mil sacas do produto. Na região cacaueira já tem produtor interessado no cultivo.

Após a crise da vassoura de bruxa, o café virou alternativa de diversificação da lavoura, gerando emprego e renda. Na fazenda Duas barras e Sossego, em Ilhéus no Sul da Bahia, o total de funcionários chegam há 200 entre efetivos e temporários.

A maior produção da fazenda é do café conillon que concentra um plantio de 25 mil hectares do produto. Os pés apresentam os frutos fixos com maior intensidade nos galhos e sua colheita, portanto, precisa ser manual. Segundo o produtor Edmar Margotto, o bom desenvolvimento do café se dá pela facilidade no cultivo e pela ausência de pragas na lavoura, “não tem praga ou nada que atrapalhe o desenvolvimento da lavoura”.

Para o prefeito de Itabuna, Nilton Azevedo, a produção, além de ser rentável para o produtor, evita o êxodo rural. “Após a crise instalada pela vassoura de bruxa essa é mais uma oportunidade de geração de emprego no eixo Itabuna e Ilhéus”, concluiu Azevedo.

Sobre o café

O cafeeiro é uma planta perene de clima tropical. Pertence a família das Rubiaceas e ao gênero Coffea que reúne diversas espécies. A Coffea arabica e Coffea canephora (robusta) são as de maior interesse econômico, constituindo respectivamente, 70% e 30% da produção mundial.

Produção

Segundo uma pesquisa realizada nos principais produtores, como Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Paraná, Rondônia e Rio de Janeiro, deverão ser produzidas 35,31 milhões de sacas da variedade arábica 11,73 milhões de sacas da variedade conillon ou robusta . Minas Gerais segue como principal produtor, com 50,9% do total nacional, sendo 98,9% do tipo arábica. Em segundo lugar, está o Espírito Santo, com 23,4% da colheita, com o conillon representando 73,83% de sua produção.

A Conab divulgou seu segundo levantamento da safra de café beneficiado no país em 2010 e aponta uma produção de 47 milhões de sacas de 60 quilos. Um aumento de 19,2% em relação ao ano passado.

O Brasil é o maior produtor e exportador de café e o segundo maior consumidor atrás dos EUA. Segundo a Conab, a área total cultivada com café subiu 1,5%, de 2,09 para 2,12 milhões de hectares.

Tags:
Fonte:
Site Popular

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário