INTERNACIONAL: Tempestade Agatha prejudica safra de café na Guatemala e em El Salvador

Publicado em 31/05/2010 14:55 366 exibições
Equipes de resgate lutam para alcançar e conter a chuva que está alagando as áreas rurais da América Central nesta segunda-feira após tempestade tropical Agatha, principalmente na Guatemala.  A tempestade provocou chuvas torrenciais, deslizamentos de terras e já deixou, ao menos, 96 mortos.

A primeira tempestade da temporada de furacões do pacífico de 2010, Agatha, chegou à Guatemala no sábado, atingindo com fortes chuvas o oeste montanhoso do país e mais o vizinho El Salvador, prejudicando a safra de café em ambos os países.

Há uma grande preocupação com as condições da safra de café na Guatemala, pois a maior região produtora do país, assim como El Salvador, foi a parte dos cafeeiros mais atingida pelas fortes chuvas.

A América Central é vulnerável a chuvas torrenciais devido ao seu terreno montanhoso. Por conta disso, a comunicação precária nas áreas rurais dificulta os resgates. Algumas fazendas de café próximas à capital guatemalteca comunicaram danos causados na produção por uma erupção do vulcão Pacaya ocorrida na semana passada. No entanto, a tempestade Agatha cortou as linhas telefônicas, o que torna difícil a divulgação dos danos causados à propriedades cafeeiras na região e a extensão desses problemas ocasionados pelo fenômeno climático do último final de semana.  

Gerardo de Leon, gerente comercial de um grupo de 120 fazendas em todo o país, disse que a umidade intensa era deve prejudicar algumas culturas. "A umidade durante e após a tempestade dá origem a um fungo nas plantas. Esse é o problema", diz.

Em novembro passado o furacão Ida causou enchentes e deslizamentos que mataram pelo menos 150 pessoas.

Dezenas de pessoas ainda estão desaparecidas e centenas delas ainda buscam familiares e alguns pertences. O fenômeno Agatha se dissipou enquanto cruzava a Guatemala,no entanto, oficiais já alertaram para chuvas fortes para os próximos dias e afirmam também que mais deslizamentos de terras podem acontecer.

Com informações da Reuters
Tradução: Carla Mendes

Tags:

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário