Colheita mecânica de café garante custo mais competitivo à lavoura

Publicado em 03/09/2010 09:57 657 exibições

Cocamar quer difundir a mecanização da lavoura como medida para redução de custos e garantir a sobrevivência dessa atividade

Na próxima sexta-feira, dia 3, às 14h, na propriedade da família Brazolotto, em Cianorte, a Cocamar promove um dia de campo histórico sobre colheita mecanizada de café.

Será a primeira vez que haverá um evento como este no Estado, em que os cafeicultores poderão ver em ação uma colheitadeira de café e outros equipamentos usados na colheita.

A Cocamar está incentivando a mecanização da lavoura como a única forma de garantir a sobrevivência do café e torná-lo uma opção rentável para a diversificação das propriedades.

Atualmente, além de responder por cerca de 40% do custo de produção (o que depende da produtividade), a mão de obra é escassa e um fator que limita a expansão da cafeicultura.

Para o dia de campo (que acontece também nesta quinta-feira no mesmo horário em São Jorge do Patrocínio, na propriedade da família Spanhol), a Cocamar trouxe maquinários do interior de Minas Gerais, onde a mecanização já é comum, principalmente, na região do Triângulo.

A realidade da região é de lavouras colhidas manualmente, ao sistema tradicional. Há cerca de 7 mil hectares de café na região da cooperativa, e em poucas propriedades os agricultores estão investindo em preparativos para a mecanização.

Tags:
Fonte:
Folha de Londrina

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário