Complexo café: Minas confirma liderança mundial

Publicado em 04/10/2010 07:34
478 exibições
Exportações do grão mineiro atingem recorde. No ano receita é de US$ 2,2 bi.
As exportações mineiras do complexo café (grão e solúvel), no período de janeiro a agosto, alcançaram receita recorde. O valor das vendas do grão mineiro para outros países, nos primeiros oito meses do ano, chegou a US$ 2,2 bilhões. Foi 26,3% superior ao registrado no mesmo período de 2009 e o maior desde 2001.

De acordo com Márcia Aparecida de Paiva Silva, assessora técnica da Superintendência de Política e Economia Agrícola (Spea) da Secretaria da Agricultura de Minas Gerais, o grande sucesso das vendas externas nesse segmento é decorrente do crescimento das exportações do produto em grão, que representou cerca de 99,5% das exportações mineiras do complexo café, nos primeiros oito meses do ano. Ela observa que o fato de Minas ter a maior parte de sua produção, cerca de 99%, destinada ao café arábica contribui para a significativa exportação do grão frente ao café solúvel - fabricado a partir da variedade robusta. "Esses números fazem do estado o maior exportador mundial de café em grão, respondendo por 78,5% das exportações nacionais."

Os seis principais países de destino do café em grão mineiro em 2009 - Alemanha, Estados Unidos, Itália, Japão, Bélgica e Espanha - mantiveram as suas posições em 2010, com captação de 70,4% das exportações mineiras do produto no período de janeiro a agosto. Márcia Silva diz que houve alta nas compras para todos esses países, entre janeiro e agosto. No entanto, destaca-se o incremento das aquisições dos Estados Unidos - tradicional mercado consumidor de café - que foi de 35,2% e chegou a US$ 428,9 milhões.

Os preços em alta do café contribuíram para o crescimento da receita de exportação do grão. A assessora observa que, segundo informações da Organização Internacional de Café (OIC), apesar de uma produção maior em vários países, o aumento do valor pago indica alguma incerteza relacionada aos problemas de oferta no curto prazo. "É válido ressaltar que a melhor remuneração é direcionada ao grão de qualidade superior, considerado escasso no mercado internacional", assinala.

No mundo - O incremento da produção mundial é sinalizado em 11,2%, comparando-se as safras 2009/2010 e 2010/2011, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda). Para o período 2010/2011, a safra global é estimada em 139,7 milhões de sacas de 60 quilos, maior volume desde o início da década de 1960.
Tags:
Fonte: Governo do Estado de MG

Nenhum comentário