Incerteza sobre oferta eleva preço do café

Publicado em 25/10/2010 07:29
710 exibições
Preocupações com a oferta de café estão levando a commodity a bater recordes de preço no mercado internacional. E, caso a alta persista, a conta pode chegar ao consumidor brasileiro.

Após atingir o maior nível em 13 anos em Nova York, anteontem, o contrato com vencimento em dezembro fechou sexta-feira cotado a US$ 1,98 por libra-peso, acumulando ganho de 6,7% na semana.

Assim como ocorre com todas as commodities, a valorização do café também tem origem no mercado financeiro. Mas o balanço entre oferta e demanda legitima a alta.

Os estoques nos países produtores estão no menor nível da história, segundo a OIC (Conselho Internacional do Café). Para este ano, eles são estimados em 11,7 milhões de sacas pela entidade, ante 20,9 milhões em 2009.

A esperança para tornar o quadro mais confortável era o Brasil, responsável por um terço da safra mundial.

Em ano de elevada produção no regime de bianualidade da cultura, a expectativa era que o país produzisse o suficiente para garantir bons estoques para a safra 2011/12, que será menor.

Mas pouco café deve sobrar, devido à menor oferta de outros exportadores, como a Colômbia, e ao contínuo aumento da demanda.

A safra brasileira não será suficiente para dar tranquilidade ao mercado, diz Silvio Leite, sócio da Agricafé, comercializadora do grão. O nível dos estoques mundiais vai crescer muito pouco, afirma José Carlos Vannini, sócio da MBAgro.

A consultoria prevê que a produção brasileira totalizará 48,6 milhões de sacas em 2010/11, aumento de 23% em relação à anterior. Os estoques mundiais finais, porém, devem crescer apenas 5%, para 34,7 milhões de sacas.

REFLEXO NO BOLSO

Apesar de o café robusta, mais vendido no Brasil, não ter acompanhado a intensidade da valorização do arábica, Nathan Herszkowicz, da Abic (associação da indústria do café), diz que, caso a alta persista, haverá aumento nos preços ao consumidor. Grandes variações acabam repercutindo no mercado de forma geral, afirma.
Tags:
Fonte: Folha Press

Nenhum comentário