Consumo de café cresce no país e ultrapassa recorde de 45 anos

Publicado em 03/03/2011 07:53 620 exibições
Desde 1965, o mercado brasileiro não consumia tanto café, dentro e fora de casa, sejam os tradicionais, gourmet, ou, superiores como aconteceu em 2010. O país superou os 4,72 quilos per capita de consumo de grãos, recorde volume registrado há 45 anos pelo extinto IBC - Instituto Brasileiro do Café e chegou aos 4,81 quilos alcançando uma nova marca, como aponta a ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Cafés em estudo realizado entre novembro de 2009 e outubro de 2010.

Os dados acima comprovam que o brasileiro tem consumido cada vez mais café com o passar dos anos, o que elevou a posição do país em relação aos demais neste quesito. Segundo a ABIC em 2010 foram consumidos 4,81 quilos de café por pessoa, superando grandes consumidores como Itália e França e se aproximando da Alemanha cujo consumo é de 5,86 quilos per capita.

Para Rafael e Rodrigo Branco Peres, diretores do Café do Centro – maior torrefadora de grãos gourmet e especiais do país – a alta qualidade dos grãos, fruto de um processo de modernização e educação do mercado é a grande responsável pelo aumento da demanda no mercado interno. “O café está num excelente momento, assim como outras commodities, entretanto, a qualidade dos grãos de maior valor agregado é um diferencial, incomparável em relação aos demais tipos. Há ainda às certificações que tem contribuído para ampliar a percepção do consumidor, pois ele tem certeza do que está comprando um grão cuja qualidade é atestada por meio de rastreamento, desde a produção até origem”, destacam os executivos.

Ainda segundo a ABIC, em 2010 o segmento de cafés finos respondeu por 4% do mercado, com a comercialização de 800 mil sacas, ou seja, uma participação que gira em torno de 6% e 7% na receita, o que significou uma movimentação de R$ 380 milhões. Para os Branco Peres, essa é mais uma demonstração da expansão dos cafés de qualidade, “Nos últimos quatro anos, por exemplo, as nossas vendas de café finos aumentaram 5 vezes. O café gourmet era um produto que há dez anos praticamente inexistia no país, quando começamos com foco nesse segmento, afirmam”.

Expansão e Planos para 2011

O Café do Centro registrou alta de 20% no faturamento em 2010, em comparação com o mesmo período do ano anterior, chegando a R$30 milhões de reais. A torrefadora que atua no fornecimento de grãos gourmet e especiais no food service, encerrou o ano com 3.600 clientes, sendo 200 novos. Para 2011 a expectativa é crescer 30% a mais em relação ao ano passado.

A empresa segue apostando no segmento gourmet, que no ano passado representou 50% de seu faturamento, o que gerou um crescimento de 35% nas vendas de gourmet para a torrefadora que cresceu acima do mercado (que tem média de 15 a 20% ao ano). Em 2011 o Café do Centro deve chegar também à região nordeste, reforçar a presença no interior de São Paulo e no Paraná.

Tags:
Fonte:
Café do Centro

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário