Café encerra em forte queda em NY influenciado pela alta do dólar

Publicado em 09/09/2011 14:49 e atualizado em 09/09/2011 16:40 659 exibições
Na Bolsa de Nova York, os contratos futuros do café arábica encerram com forte queda nesta sexta-feira, 09, estendendo a correção recente.

Os contratos são pressionados pela valorização do dólar em relação a outras moedas, que supera 1% neste momento, combinado ao sentimento negativo das demais commodities agrícolas e mercados acionários hoje. 

Um movimento de liquidações de posição por parte de fundos e especuladores pesam sobre os contratos, enquanto stops de venda foram acionados, acelerando as perdas desta sessão.

Por volta das 14h54, horário de Brasília, os lotes para entrega em dezembro/11 operavam a 269,75 cents de dólar por libra peso, com devalorização de 14,35 centavos/lb.

Mercado interno: Negócios seguem travados

A comercialização de café segue lenta no mercado brasileiro nos últimos meses.  O produtor segue melhor capitalizado com as cotações mais altas no mercado internacional na temporada, além dos financiamentos governamentais. Desta forma, restringe os negócios e  aparece mais para a comercialização apenas quando as cotações saltam na  Bolsa de Nova York, trazendo reflexo  nos preços dos grãos internamente. Mesmo nesses momentos, muitos cafeicultores ainda seguram o café esperando por  novas altas. 

A safra 2011 é menor dentro do ciclo bienal da cultura e já há  preocupações com a produção de 2012 no Brasil. Com o início do período das  floradas, que vão vingar na safra do ano que vem, e o cafeicultor está  apreensivo com a falta de umidade. As chuvas são necessárias para a floração e  para que essas floradas se  sustentem. Em meio a essa "tensão", também se justifica a retração do  produtor na venda do café.

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário