No Terra: Florada ocorrerá após chuvas nas regiões produtoras de café

Publicado em 10/10/2011 17:43 462 exibições
O cinturão produtor de café do Brasil deverá florescer dentro de alguns dias, iniciando a safra 2012 após fortes chuvas acabarem com um período de tempo seco, disseram à Reuters agrônomos e meteorologistas nesta segunda-feira.

A safra de café 2012 do maior produtor mundial, esperada para ser maior, é de vital importância para o mercado global, à medida que há uma escassez de grãos arábica de alta qualidade e num momento em que a produção tem dificuldade de acompanhar o consumo. A principal florada ocorrerá algumas semanas mais tarde que o normal neste ano, após um prolongado e intenso período de tempo seco, que causou pelo menos alguns prejuízos irreversíveis ao potencial da safra para este ano. Agrônomos dizem no entanto que as plantações em sua maioria devem se recuperar.

"Teremos a florada nesta semana, eu diria. Essa chuva deve melhorar muito as coisas, apesar de a colheita ter sido afetada em alguma extensão (pela seca)", disse Joaquim Goulart, agrônomo da maior cooperativa de café do Brasil, a Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé( Cooxupé).

Agrônomos dizem que as árvores começaram a perder suas folhas, devido às condições de seca e que isso limita sua capacidade de produzir energia para suportar uma grande safra. No entanto, quando o mesmo ocorreu no ano passado, o Brasil ainda assim conseguiu apresentar uma safra recorde para um ano de baixa no ciclo do café arábica.

Os agrônomos disseram esperar que as condições climáticas adversas deste ano se arrastem sobre os rendimentos do próximo ano, mas não esperam uma redução drástica. "Houve algumas perdas, mas não é um desastre", disse Goulart, acrescentando que uma visão mais clara do potencial do cultivo apareceria em dezembro.

Dados do site da Cooxupé mostram que quase 50 mm de chuva caíram nas imediações da cooperativa em Guaxupé, enquanto a maior parte das outras áreas monitoradas tiveram entre 20 mm e 30 mm. A umidade vai ajudar a recarregar a umidade do solo. "As chuvas vão continuar em alta. A partir de quarta-feira elas devem se intensificar", disse a metereologista Cassia Beu, da Somar metereologia, em São Paulo. As chuvas também atingiram a região de Moagiana, que abrange o norte de São Paulo e sudoeste de Minas Gerais.

Outra cooperativa do Sul de Minas, a Cooparaiso, informou que alguma florada já ocorreu lá antes de ser enfraquecida pela falta de umidade. O diretor de agronegócio da Cooparaiso, Marcelo Almeida, disse que as plantações mais novas e aquelas em altitudes mais baixas sofreram mais por florar no período de tempo seco, mas essas áreas totalizavam apenas um quarto do total na região.

Isso significa que a maior parte ainda está esperando pela primeira e mais intensa rodada de florada, que Almeida também espera começar nos próximos dias. A safra 2012 será uma grande safra de ano alta no ciclo bienal do arábica do Brasil, que vê a sua produção subir e cair de um ano para o outro. A última safra em ano alta resultou, segundo estimativas oficiais, em 48,1 milhões de sacas, e a safra de ano baixa deste ano, em 43,1 milhões.

Tags:
Fonte:
Terra

0 comentário