Reunião em Brasília discute embargo russo à carne suína

Publicado em 23/03/2012 10:00 756 exibições
Nesta quarta-feira, dia 21, representantes do agronegócio paranaense se reuniram no Distrito Federal para discutir o embargo russo com Sergey Akopov e Sergey Baldin, embaixador russo e chefe da representação comercial da Rússia no Brasil, respectivamente.

Durante a reunião foram debatidas as conseqüências do embargo russo à carne suína brasileira, além disso, as entidades participantes procuraram evidenciar a necessidade de manter um diálogo permanente sobre as relações comerciais dos dois países.

Segundo o presidente da Associação Paranaense de Suinocultores (APS), Carlos Francisco Geesdorf, a conversa mostrou aos representantes russos a importância do Paraná e a excelência de sua produção. “Falamos sobre a ótima capacidade de produção do Estado e seu controle sanitário. Nós procuramos sensibilizar os representantes para que eles se tornem interlocutores do Paraná nas negociações entre Brasil e Rússia”, ressaltou Geesdorf.

Para o embaixador da Rússia, Sergey Akopov, “o principal motivo do embargo russo à carne suína brasileira é o estímulo ao crescimento do mercado interno daquele país, além de problemas técnicos detectados pelos inspetores russos no cumprimento dos requisitos certificados pela Inspeção Federal do Brasil e estes problemas devem ser tratados entre os dois ministérios para que a situação seja resolvida, mas a união do agronegócio paranaense demonstra força e objetividade, além de buscar fortalecer o relacionamento entre Rússia e Brasil”, afirmou Akopov.  

O embaixador se mostrou otimista e acredita que em breve o embargo será retirado e se comprometeu ainda a encaminhar um relato da reunião ao governo russo, para que seja utilizado na reunião que acontece no dia 30/03 entre o Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, e o Ministério da Agricultura da Rússia.

Participaram da conversa a Associação Paranaense de Suinocultores, Ocepar, Abrafrigo, Sindicarne, Sindiavipar, Faep, Seab, Sociedade Rural do Paraná, Sociedade Rural de Maringá, Superintendência Federal da Agricultura do Paraná, secretário de Desenvolvimento Rural do Mapa, Erickson Chandhoa, Senador Sérgio Souza e Deputado Federal André Zacharow.

Durante a ocasião os representantes russos foram convidados para visitar o Paraná e conhecer a produção do Estado. “O Paraná possui 117 mil propriedades rurais, é o terceiro maior produtor de suínos do Brasil com 6 milhões de cabeças e até o embargo russo acontecer, nós éramos o maior fornecedor de carne suína para a Rússia, por isso é importante que as autoridades venham até o Estado para conhecer de perto o poder da nossa atividade” concluiu Geesdorf.

Tags:
Fonte:
APS

0 comentário