Mercado de carne bovina sem osso firme há três semanas

Publicado em 23/11/2018 09:02
69 exibições

Desde o começo de novembro os preços da carne bovina desossada trabalham em alta no atacado.

No acumulado destas três semanas do mês, os cortes registraram valorização média de 2,3%. A título de comparação, neste mesmo intervalo em outubro o cenário foi oposto e os preços caíram 0,3%.

Esses aumentos ao longo de novembro são atribuídos à menor produção das indústrias, tanto em função dos feriados quanto devido à menor oferta de matéria-prima (a disponibilidade de boiadas terminadas no cocho está diminuindo e o boi de pasto ainda não chegou em volume ao mercado).

Além disso, as valorizações também refletem o aquecimento da demanda por carne, típico de final de ano.

Os cortes de traseiros ilustram isso e foram os responsáveis por puxar esses aumentos, na média da categoria as cotações subiram 3,4% desde o começo de novembro, enquanto os cortes de dianteiro caíram 1,4%, no mesmo intervalo.

Com essas reações positivas, as margens das indústrias seguem acima das médias históricas, mas para os próximos dias a atenção fica por conta da compra de gado. Em São Paulo, por exemplo, as escalas encurtaram e a referência subiu, cenário que pode alterar o rumo das margens.

Por fim, para o curtíssimo prazo, fica a expectativa se os níveis de consumo serão suficientes para repassar as prováveis altas nas cotações da arroba para os preços da carne.

Tags:
Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário