Governo quer abrir mercado chinês para carne suína, diz Wagner Rossi

Publicado em 15/04/2010 14:41 634 exibições

“A relação bilateral com a China é altamente vantajosa para o Brasil”, destacou o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, durante almoço oferecido ao ministro da Administração Geral de Supervisão da Qualidade, Inspeção e Quarentena da China (AQSIQ), Wang Young. Rossi disse que o pleito central brasileiro para a abertura de mercado é a carne suína in natura, já que o país asiático é o maior importador mundial do produto.
 Rossi informou que as negociações estão sendo realizadas no âmbito técnico da segunda sessão do Subcomitê de Inspeção e Quarentena, da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível (Cosban), que está acontecendo no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), entre hoje e amanhã, e que o Brasil pretende ampliar a possibilidade de trocas comerciais com a China. O ministro adiantou ainda que, no encontro desta sexta-feira (16) com o representante chinês, será finalizada a reunião técnica e analisados os avanços da relação bilateral.
           Acordos - Na manhã desta quinta-feira (15), técnicos do Mapa entregaram proposta de certificado sanitário internacional para carne suína in natura à delegação da AQSIQ. Após a aprovação do documento, que contém regras sanitárias para exportação de carne suína in natura, serão habilitados os frigoríficos exportadores.
 Em outra pauta dos ministros Wagner Rossi e Wang Young foram firmados protocolos para a exportação de carne bovina termoprocessada e tabaco. Os documentos foram assinados na presença dos presidentes brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, e chinês, Hu Jintao, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

Tags:
Fonte:
MAPA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário