Mesmo em recuperação, carnes continuam aquém de 2008

Publicado em 04/08/2010 10:26 221 exibições
A receita cambial das carnes continua evoluindo bem. Mas ainda não permitiu aos exportadores e ao País recompor as perdas enfrentadas com a crise econômica mundial.

Carne de frango, por exemplo: fechou os sete primeiros meses de 2010 com receita cambial de US$3,206 bilhões, valor 18,7% superior ao alcançado em idêntico período do ano passado. Mas em relação aos sete primeiros meses de 2008 (“período pré-crise”), a receita cambial atual é 5,2% menor.

A carne suína, por sua vez, obtém, até o momento, ganho de 13,2% sobre janeiro-julho de 2009. Mas continua com receita 14,1% inferior a do mesmo período de 2008.

Nesse contexto, quem parece estar vencendo melhor o desafio é a carne bovina, pois sua receita aumentou 37,4% neste ano e, por ora, se encontra apenas 2,2% abaixo da auferida nos sete meses iniciais do “período pré-crise”.

Sob esse aspecto, aliás, a carne bovina foi a única a registrar aumento de participação na receita cambial das três carnes - de 35% para 37% do total entre 2008 e 2010, mas sobretudo porque a participação da carne suína recuou de 13% para 11% no mesmo período. Já a carne de frango permanece com a mesma participação de 2008, 52%.

Os dados, da SECEX/MDIC, referem-se apenas às carnes in natura.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário