Exportações de carne da Argentina caem pela metade

Publicado em 13/09/2010 10:35
420 exibições
Cortes congelados e frescos foram os que apresentaram maior queda nas vendas externas de janeiro a julho deste ano.
Os embarques de carne argentina diminuíram quase pela metade nos primeiros sete meses de 2010. Segundo Miguel Schiariti, presidente da Câmara de Indústria e Comércio de Carnes da República Argentina (Ciccra), o volume dos envios de carne argentina ao mundo teve baixa de 47% entre janeiro e julho de 2010.

A diminuição na quantidade de cabeças de gado no país (menos 15% em dois anos) coloca em alerta os empresários e trabalhadores do setor, que estão há dias em pé de guerra pela ameaça de demissão, por conta da diminuição do ritmo da atividade no país.

Três das oito plantas que o frigorífico JBS-Friboi tem no país estão à venda e se presume que não encontrarão compradores facilmente, pelo risco que, reconhecem os empresários, tem a atividade na Argentina. A cada semana vêm à tona dados de novas reduções de produção em unidades frigoríficas.

De acordo com a Ciccra, exportou-se menos quantidade de todos os cortes. Em relação às vendas externas de cortes congelados e frescos, totalizaram 87,346 mil toneladas, baixa de 52,4%. Além disso, foram exportadas 14,333 mil toneladas via cota Hilton (cortes premium que vão à Europa), queda de 25%. No caso de carnes processadas, como hambúrgueres, o volume foi de 16,152 mil toneladas, 22,2% menos em relação aos primeiros sete meses do ano passado.
Tags:
Fonte: Globo Rural

Nenhum comentário