Carnes: Cortes apresentam alta média de 15%

Publicado em 14/09/2010 08:38
270 exibições
O movimento de retomada das exportações de carne bovina do MT neste ano, favorecida pela maior demanda internacional, influenciou em parte na alta do produto no varejo. Em agosto, na comparação com o mesmo período de 2009, o preço médio da carne obteve valorização de 15,1%, influenciada pela alta nos cortes traseiros, considerados mais nobres. Como por exemplo, a picanha que obteve incremento de 9,7% no mesmo período.

No entanto, os cortes dianteiros, considerados de "segunda", apresentaram redução no preço. Esse aumento do preço médio no período é reforçado pela estiagem prolongada neste ano, assim como pela oferta mais restrita do boi gordo confirmada pela redução do confinamento da ordem de 15,69%, segundo o último levantamento de confinamento, elaborado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O Estado registrou uma produção, até o mês de julho, de 2,62 milhões de cabeças. Em toneladas de equivalente carcaça este volume fica em aproximadamente 610,09 mil. Deste total, 133,55 mil foram exportadas e 476,54 mil t/eq. carcaça permaneceram no país.
Tags:
Fonte: Diário de Cuiabá

Nenhum comentário