Exportações mato-grossenses do complexo carne registram crescimento

Publicado em 21/09/2010 08:37
360 exibições
As exportações mato-grossenses do complexo carne continuam a registrar crescimento no acumulado de janeiro a agosto de 2010, comparado como o mesmo período de 2009. Os embarques de aves e bovinos registram altas acima de 40% tanto em volume quanto em receita.

De acordo com os dados da Assessoria Econômica da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), o destaque está para os embarques de carne de aves, com 120 mil toneladas. No mesmo período de 2009, as exportações registraram o embarque de 82 mil toneladas. Os números do acumulado do ano demonstraram um crescimento de 45,1%, comparado com o mesmo período de 2009.

Em receita a exportação de carne de aves representou um crescimento de 45,9%. De janeiro a agosto deste ano foi registrado o valor de US$ 205 milhões, já nos mesmos meses de 2009 o valor na exportação foi de aproximadamente US$ 140 milhões.

Com relação às exportações da carne bovina, ela continua liderando com aumento de 49,9% em valor, pulando de US$ 330 milhões de janeiro a agosto de 2009 para US$ 494 milhões no mesmo período de 2010. No total, foram exportadas 134 mil toneladas de carne bovina, contra 107 mil toneladas do mesmo período de 2009.

Os cortes suínos, apesar do aumento expressivo do preço continuaram com redução de 8,9% nos embarques, entretanto teve aumento de 21% em valor no comparativo de 2010 com 2009. Segundo a assessoria econômica, mesmo em 2010 tendo exportado 16 mil toneladas contra 18 mil toneladas de 2009, o preço da carne suína foi o responsável pelo aumento no valor exportado de US$ 37 milhões em 2009 para US$ 45 milhões em 2010.

Complexo - As exportações do complexo carne atingiram o valor de US$ 750 milhões de janeiro a agosto de 2010, contra US$ 512 milhões de 2009, representando um aumento de 46,5% no valor exportado em 2010. Quanto ao volume exportado foram aproximadamente 273 mil toneladas em 2010 e 209 mil toneladas no mesmo período de 2009.
Tags:
Fonte: Diário de Cuiabá

Nenhum comentário