Preço da carne não deve cair muito em 2011

Publicado em 09/12/2010 08:52 839 exibições
O preço da carne bovina acumulou queda de 15% no atacado nos últimos 27 dias, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Mas a redução de preços deve chegar bem devagar para o consumidor, que também não deve esperar queda acentuada de preços da carne para 2011.

De acordo com o indicador do Cepea, o preço quilo da carcaça casada (corte do boi, que serve de indicador do preço médio das carnes bovinas) caiu de R$ 7,36 em 10 de novembro para R$ 6,25 em 7 de dezembro. A redução de preços acompanha a queda do preço da arroba do boi gordo, que nos mesmo período foi de 11,4%. O preço da arroba, que atingiu em 11 de novembro o maior valor histórico, de R$ 117,18, caiu a R$ 103,82 em 7 de dezembro.

Para o pesquisador do Cepea, Sérgio De Zen, a queda será repassada ao varejo de forma gradativa. "Essa transmissão será bem lenta, de R$ 1 ou R$2, dependendo do corte." Ele diz que o consumidor deve ficar atento às promoções de determinados tipos de cortes. "Como há muitos tipos de cortes de carne, alguns terão redução antes que outros."

Segundo De Zen, a redução de preços no atacado reflete a situação observada no varejo nos últimos dias, quando sobrou carne nas nos supermercados. "É de conhecimento geral que houve uma sobra de carne no varejo. Sobraram carnes bovinas, de frango e suína, o que significa que o preço bateu no limite de alta. Isso reflete a resistência do consumidor", explica.

O nível elevado de preço da carne é resultado da aceleração da demanda pelo produtos num nível superior ao da oferta. "A carne bovina tem retorno de longo prazo, de três anos, para o criador. O que está havendo é uma reposição de custos", diz o pesquisador. "O preço da arroba do boi gordo subiu 40%, de R$ 83 para R$ 117, enquanto os cortes de carne de primeira, como alcatra e picanha, aumentaram mais de 100% no mesmo período."

Por isso, o consumidor, segundo De Zen, não pode esperar grandes reduções de preços em 2011 e a expectativa é a de que o preço da arroba no ano que vem se mantenha em níveis mais elevados que os de 2010. Como exemplo, ele cita os indicadores da BM&F que apontam valores de R$ 96 a arroba para fevereiro, de R$ 91 para maio e R$ 96 para outubro de 2011.Nos mesmos meses de 2010, a carne variou entre R$ 77 e R$ 83.

Tags:
Fonte:
O Estado de SP

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário