Nas exportações de carnes, frango é quem garante o resultado positivo de maio

Publicado em 02/06/2011 08:51 322 exibições
Após queda em abril passado (-4,89% em relação a março de 2011, mês em que foram obtidos os melhores resultados do ano, até aqui), as exportações brasileiras de carnes voltaram a registrar variação positiva, fechando o mês de maio com uma receita cambial 2,55% maior que a de abril. Mas a contribuição para esse acréscimo veio exclusivamente da carne de frango, cuja receita cambial aumentou quase 9% no mês. As carnes suína e bovina voltaram a registrar resultados negativos, de 13,40% e 1,83%, respectivamente.

Desempenho similar foi observado no volume embarcado: o de carne de frango aumentou 4,71%, enquanto os volumes de carne suína e bovina recuaram 12,14% e 4,65%, também respectivamente.

Naturalmente, o fator preço médio também influencia a receita cambial. Mas, aqui, somente o da carne suína foi menor (-1,43%) que o do mês anterior. O preço médio da carne bovina aumentou 2,95% e o da carne de frango 3,94%. Esta, aliás, voltou a superar o valor médio de US$2.000,00/t, desempenho visto pela última vez em setembro de 2008, ocasião em que – por conta da crise econômica mundial – os preços internacionais das carnes passaram a despencar.

Tags:
Fonte:
AviSite

0 comentário