Seca no RS já afeta 250 mil pessoas e municípios precisam racionar água

Publicado em 05/01/2012 07:52 e atualizado em 05/01/2012 10:43 675 exibições
A estiagem, que em algumas regiões do Rio Grande do Sul chega a 60 dias, prejudica a produção agrícola e também leiteira em mais de 40 municípios gaúchos. Segundo a defesa civil do Rio Grande do Sul, cerca de 250 mil pessoas já foram afetadas, e cidades como Novo Hamburgo e São Leopoldo sofrem com o racionamento de água.

Para a senadora Ana Amélia (PP/RS), o governo federal precisa ser mais ágil na liberação de verbas, para que as prefeituras possam enfrentar o período de seca.

- Emergencialmente você tem que dar um socorro não só liberando antecipadamente recursos, mas propiciando também o abastecimento de água através de carro pipa aos produtores rurais. É nessa medida que eu penso que está faltando rapidez ao governo federal, porque a emergência já diz na própria palavra, emergência, e é preciso então uma maior celeridade na liberação desses recursos – cobrou.

A parlamentar gaúcha disse que é preciso investir em ações preventivas, e ressaltou que essa foi uma de suas prioridades na emenda que sugeriu ao Orçamento da União para este ano.

- Essa verba será canalizada também para a formação de consórcios e compra de máquinas de maior valor para atender o maior número de municípios na feitura de açudes e algumas pequenas barragens para acumulação de água para servir nesses momentos de crise cíclica, porque algumas regiões já sofrem isso há várias décadas – comentou.

O assunto é uma das prioridades da senadora Ana Amélia neste começo de ano.

Tags:
Fonte:
AI Senadora Ana Amélia Lemos

0 comentário