PE: Estado de emergência por seca continua mesmo com chuva de verão

Publicado em 17/01/2013 08:47
398 exibições
Defesa Civil Nacional reconhece outra cidade em situação emergencial.
Novo município pernambucano é reconhecido nacionalmente em estado de emergência por conta da seca. A cidade é Vicência, na Zona da Mata, conforme publicação no Diário Oficial da União, nesta terça-feira (15). O cenário chama atenção aos significativos prejuízos provocados na agricultura estadual em consequência da estiagem, mesmo com as chuvas recentes. O setor canavieiro é um deles. Houve uma redução de 35% na produção em virtude do déficit de 50% do índice pluviométrico nos meses do desenvolvimento da safra. A seca levou diversas cidades produtoras de cana de açúcar a solicitar estado de emergência nacional.
Vicência é o oitavo município produtor reconhecido a nível nacional em estado de emergência por conta da longa estiagem. As demais são Pombos, Passira, Carpina, Nazaré da Mata, Orobó, Paudalho e Bom Jardim. Mais cidades aguardam a análise da Defesa Civil Nacional diz Alexandre Andrade Lima, presidente da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP). São elas: Catende, Chã de Alegria, Condado, Ferreiros, Limoeiro, Macaparana e Timbaúba.
O dirigente informa que, somente após o reconhecimento de estado de emergência pelo governo federal, os produtores das cidades afetadas poderão participar das medidas emergenciais governamentais. Uma das ações é a negociação de dívidas e financiamentos a juros menores. A chuva de verão começou, mas os agricultores estão descapitalizados, porque perderam 50% do faturamento com a seca, diz Lima. Além do mais, ainda convivem com a redução no preço da tonelada de cana, agravando os problemas financeiros, impossibilitando as condições ideias para realização dos tratos culturais na entressafra.
Tags:
Fonte: AFCP

Nenhum comentário