Sem chuva há mais de 100 dias em algumas regiões do centro e norte do país, número de queimadas aumenta e problemas se espalham

Publicado em 30/08/2013 09:41
429 exibições

Com a falta de chuva forte, os aeroportos começam a registrar fumaça proveniente das queimadas na região de forma mais frequente. Em Porto Velho-RO, por exemplo, há registro desde às 7h desta sexta-feira e por isso, a visibilidade caiu para 5000 metros. “Não faz muito tempo que não chove na Capital de Rondônia. A última grande precipitação aconteceu em 14 de agosto, com pouco mais de 25mm. Entretanto, a fumaça é transportada pelos ventos de leste e na divisa de Mato Grosso e Amazonas não chove forte há mais de 100 dias”, explica o meteorologista Celso Oliveira. 

Leia a íntegra no Jornal do Tempo

Tags:
Fonte: Jornal do Tempo

0 comentário